Iris alcança marca de 45 salas modulares distribuídas em 13 instituições de ensino

0
649
Foto: Laís Borges/Arquivo

O prefeito Iris Rezende inaugurou, nesta segunda-feira (24/06), mais seis salas modulares em dois centros municipais de Educação Infantil (Cmeis), no Jardim Liberdade, região Noroeste da capital. Somadas, as ampliações criam 120 novas vagas, sendo 80 no Sara e Rebeca e outras 40 no Márcia Lorena Mendes.

Iris já concluiu a implantação de 45 salas modulares, distribuídas em treze instituições de ensino da capital. Ele ressalta a importância de se ter uma alternativa “rápida e eficaz” para diminuir o déficit de vagas na educação infantil. “Hoje, os Cmeis são muito importantes porque atendem às mães que trabalham fora de casa e não têm onde deixar os filhos”, disse ele durante a solenidade. “Os módulos são uma alternativa de construção mais rápida e importante diante de um problema que estamos enfrentando desde que eu tomei posse, que é a falta de vagas”, afirma.

O secretário municipal de Educação e Esporte (SME), professor Marcelo Costa, destaca a importância da implantação de salas modulares que abrem novas vagas e diminuem a fila de espera. “O que se fala no Brasil é em crise, mas aqui nós criamos oportunidade de fazer uma educação de qualidade, permitir que os filhos estejam nos Cmeis, nas escolas”, disse ele. “Assim, criamos espaço para que nossas crianças sejam premiadas, estejam ligadas ao futuro e que a escola seja um lugar de formação para a verdadeira cidadania”, ressalta.

No Cmei Sara e Rebeca, foram instaladas quatro salas modulares, o que tira 80 crianças da fila de espera. A unidade, que hoje atende 125 crianças de seis meses a 4 anos, acolherá 205 alunos. A diretora da instituição, professora Alessandra da Silva Camilo, conta que a ampliação é uma conquista da comunidade. “Sou da região Noroeste e a gente sempre espera por melhorias para nosso lugar”, disse.

Já o Cmei Márcia Lorena contou com a ampliação de duas salas modulares, somando 40 novas vagas, também na faixa etária de dois e três anos. A instituição passa a atender 97 crianças, de seis meses a quatro anos. A diretora Maria Eleusa Bomfim afirma que “é com muita alegria que a comunidade educacional recebe essas duas salas. Serão ofertadas para crianças que estão na fila de espera e nós sabemos que muitas famílias esperam por esse momento”. Segundo ela, “é a oportunidade de ter as crianças matriculadas em ambiente saudável, receber uma educação infantil de qualidade”.

As salas modulares são estruturas feitas de aço altamente resistente, revestidas com paredes isotérmicas e com proteção acústica, climatizadas e devidamente aprovadas e fiscalizadas por órgãos reguladores. As estruturas são uma alternativa rápida para a obtenção de vagas em escolas e Cmeis já existentes, já que sua instalação pode ser feita em menos de 30 dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here