Osmar Terra reafirma apoio do Ministério da Cidadania ao Gabinete de Políticas Sociais

0
578
Foto: Reprodução

“O governo federal tem a sua parte para fazer e vai fazer.” A assertiva é do ministro da Cidadania, Osmar Terra, que, ao receber Ronaldo Caiado no início da noite desta quarta-feira (10/07), em Brasília, aceitou o convite do governador e confirmou que virá a Goiânia ampliar o apoio ao Gabinete de Políticas Sociais. Coordenado pela primeira-dama Gracinha Caiado, o Gabinete realiza ações integrando todas as pastas da gestão estadual, com foco no desenvolvimento das regiões mais carentes do Estado.

“Vamos trabalhar para ajudar o Governo de Goiás a devolver uma qualidade de vida melhor para a população”, continuou o ministro. Para Osmar Terra, o trabalho o Gabinete de Políticas Sociais é exemplo, piloto que deve funcionar bem. “Se depender do governador e da estrutura do Estado, as coisas vão andar bem rápido. Mas a gente sabe que não é só isso”, reconheceu. E garantiu que o governo federal irá apoiar os projetos sociais promovidos pelo governador Ronaldo Caiado e a primeira-dama Gracinha Caiado.

“Vamos montar a etapa final para chegarmos aos municípios mais carentes do Estado de Goiás com todo seu apoio, toda sua experiência”, enalteceu o governador. Caiado agradeceu a disposição e a parceria do ministro. “Goiás o espera, ministro, e precisa de sua ação, competência, capacidade de atender a população mais carente do nosso Estado.”

Em ação conjunta, o Ministério da Cidadania e o Governo de Goiás, por meio do Gabinete de Políticas Sociais, devem colocar em prática um projeto piloto para beneficiar famílias das dez cidades mais vulneráveis do Estado. Essas cidades foram identificadas a partir do Índice Multidimensional de Carências das Famílias de Goiás (IMCF).

Em apenas quatro meses, o Gabinete de Políticas Sociais já realizou, dentro do programa “Pé no Chão”, visitas a três destas cidades – Montividiu do Norte, Cavalcante e Colinas do Sul. E colhe avanços, como a criação de programa para o atendimento de adultos analfabetos, o aumento de vagas para o ensino infantil, a distribuição de material didático para escolas nos municípios mais vulneráveis e a entrega de kits de energia elétrica para comunidades quilombolas. Parcerias estão sendo desenhadas, como a efetivada com a Unesco no portal do voluntariado da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).

Para Gracinha Caiado, a responsabilidade do Gabinete é levar coisas concretas às comunidades. Inclusive, a primeira-dama está à frente das visitas às cidades mais vulneráveis para conhecer de perto a realidade, sempre junto a um secretário de Estado. “Fizemos um levantamento na síntese. Estamos avançando em alguns projetos, mas queremos levar muito mais. Essas famílias precisam da mão estendida do Estado”, ressaltou a primeira-dama em recente balanço sobre o trabalho coordenado por ela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here