Nove estatais estão confirmadas na lista de privatização

0
287
(Imagem: L.C. Leite/Folhapress)

A promessa do Governo de Jair Bolsonaro era de que 17 estatais seriam privatizadas ainda este ano, porem, foi citado durante evento oficial ontem (21) que serão apenas nove. O Correios e Telebrás estão na lista como já era esperado. De acordo com o secretário especial de Desestatizações, Salim Matar, houve “equívoco de informação” e que, na realidade, foram apresentadas 17 ofertas ao governo.

Por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), é proibida a privatização de estatais sem aprovação do Congresso. Por esse motivo o governo vai discutir como será feita a venda das estatais ao capital privado, para, depois, iniciar o processo político de articulação com deputados e senadores. Apenas quatro organizações estatais iniciarão de imediato o processo de desestatização, de precificação e vendas das empresas.

Os prazos não foram informados, como é imprescindível a aprovação do congresso, o processo de privatização do Corrreios, por exemplo, pode demorar de dois a três anos. Antes de ser anunciada a lista com as nove estatais, surgiram rumores de que a Petrobrás também seria privatizada. Com isso, as ações da petroleira tiveram uma reação intensa de mercado, disparam 5,95% conforme o InfoMoney. Foi a maior alta da Petrobrás desde janeiro desse ano.

Confira a lista das empresas estatais:

Telebras ABGF (Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias)
Correios Porto de Santos (Codesp, Companhia Docas do Estado de São Paulo)
Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados)
Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social)
Emgea (Empresa Gestora de Ativos)
Ceitec (Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada)
Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here