Governador celebra boa relação com Assembleia e defende autonomia parlamentar

0
505
Foto: Hegon Correa

Ronaldo Caiado anunciou a quitação da folha de dezembro e falou do apoio dos servidores na recuperação e reconstrução do Estado. “Ao ganhar uma eleição, você está preparado para enfrentar desafios, e não armadilhas. Tive que sobreviver e desarmar muitas armadilhas que foram montadas para inviabilizar nosso governo.”

O governador Ronaldo Caiado afirmou, nesta quarta-feira (28/8), que Goiás vive uma mudança completa de rumo no que diz respeito à relação entre os Poderes Executivo e Legislativo. Em entrevista ao programa Mesa dos Notáveis, da Rádio Vinha FM, ele celebrou a boa relação que tem com a Assembleia Legislativa de Goiás. “Nunca [os deputados] viveram um tempo com tamanha liberdade no exercício de suas prerrogativas como no nosso governo.”

Caiado garantiu que continuará encaminhando para apreciação dos deputados aqueles projetos que acredita trazer progresso ao Estado. A partir daí, o parlamento tem a autonomia preservada sobre os trabalhos. “O cidadão vai pra tribuna, fala, debate, apresenta emenda, derruba meu veto. Isso é o jogo da política”, confirmou. Além dessa liberdade, o governador destacou que a diferença da atual gestão, se comparada às anteriores, é que a defesa de textos da governadoria é promovida com conteúdo e argumentos concretos.

Na entrevista, o governador anunciou a quitação da folha de dezembro, definindo o momento como um misto de alegria e alívio. Herdada do governo anterior, que sequer empenhou o pagamento do funcionalismo público, a dívida de R$ 1,6 bilhão foi escalonada pela equipe econômica do governo Caiado e rigorosamente cumprida. “Contei com a ajuda dos servidores públicos que, ao invés de entrar em greve, trabalharam cada vez mais para que a gente pudesse busca alternativas, construir soluções”, agradeceu.

Caiado lembrou que recebeu o Estado devendo R$ 3,1 bilhões, e que só tinha R$ 11 milhões em caixa. Desde que assumiu o Governo de Goiás, tem dialogado com o governo federal em busca de créditos, ao mesmo tempo em que se esforça para quitar dívidas classificadas por ele como absurdas. É o caso, por exemplo, de repasses atrasados na Saúde e Educação. “Ao ganhar uma eleição, você está preparado para enfrentar desafios, e não armadilhas. Tive que sobreviver e desarmar muitas armadilhas que foram montadas para inviabilizar nosso governo.”

O governador também falou sobre convênios que vem firmando em prol da Saúde; a inauguração da primeira policlínica, em Posse; os avanços conquistados na Segurança Pública; a desarticulação da máfia que atuava no Detran, que resultou na desoneração de serviços prestados aos cidadãos; o acordo firmado com a Enel para acabar com a crise energética; e a forte atuação do governo no  Entorno do Distrito Federal, levando benefícios aos moradores da região.

Os desafios ainda são muitos. A dois dias de encerrar o segundo quadrimestre, Caiado disse que continuará governando com transparência e seriedade, mostrando aos goianos o destino de cada centavo arrecadado com tributos. “Quero cumprir bem minha gestão. Não ser apenas governador, mas um bom governador. Fazer a diferença”, projetou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here