Governo do Estado mantém nível de alerta máximo contra queimadas

0
202

Com a seca prolongada no Estado faz com que o Governo de Goiás mantenha nível de alerta máximo contra queimadas.

Em nota, governo afirma que equipes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Corpo de Bombeiros e brigadistas voluntários trabalham dia e noite para combater os focos de incêndio que surgem nesta época do ano.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, o ano de 2019 reúne conjunto de fatores que redobra o alerta por parte das autoridades.

“Tivemos menos chuvas em 2019, estamos com uma umidade relativa do ar menor e a fixação de água nas plantas também reduziu dentro deste contexto”, afirma. “Vivemos uma seca muito prolongada, de cerca de 120 dias, com crise hídrica muito grave, que reduziu não só a vazão dos rios, mas também as reservas subterrâneas de água”, alerta.

Em 98% dos casos, os incêndios são provocados, aponta dados do Corpo de Bombeiros. Este é o caso da queimada que consumiu mais de mil hectares dos Parques Estaduais Altamiro de Moura Pacheco e João Leite desde a última quinta-feira, 12, e envolveu 80 brigadistas da Semad, Corpo de Bombeiros e voluntários.

Segundo peritos da Polícia Civil, o incêndio se alastrou a partir de uma tentativa de atear fogo à carcaça de uma vaca envolta em um colchão. Os investigadores, agora, buscam os responsáveis para eventuais punições.

É preciso que toda a população tomem cuidados para evitar queimadas. É preciso um esforço comum para evitar qualquer tipo de ignição, qualquer tipo de fogo em áreas abertas.

São imprescindíveis cuidados com escapamentos de veículos nas estradas e ações educativas, como jamais jogar pela janela de veículos bitucas de cigarros ou palitos de fósforos.

Reforçar a vigilância preventiva e imediatamente comunicar as autoridades sempre que surgirem novos focos são atitudes essenciais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here