Goiás recebe novas vacinas contra o sarampo e se prepara para campanha nacional

0
485
Foto: Ilustrativa

O Ministério da Saúde enviou, nesta quinta-feira, 19, um lote com novas doses da vacina contra o sarampo para o Estado de Goiás. A previsão é que, até a tarde desta sexta-feira, 20, Goiás tenha recebido o total de 150 mil novas vacinas. A partir da próxima segunda-feira, 23, as 18 regionais goianas da saúde receberão as doses e, ao longo da semana, todos municípios goianos devem ser reabastecidos. Até o momento, quatro casos da doença já foram confirmados, sendo dois em Goiânia, um em Alto Paraíso e, o mais recente, em Posse.

Conforme expõem dados do Informe Sarampo, 102 casos da doença já foram notificados em todo o estado. Destes, 54 foram descartados e outros 44 são investigados pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO).

Em nota, a SES-GO informou que apenas o município de Goiânia esgotou as vacinas antes da chegada do novo lote. Na época, a diretora de vigilância epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Divânia Dias, afirmou que esse foi um caso esporádico e foi reflexo do medo de contrair o sarampo, doença que tem provocado surtos pelo Brasil.

Campanha

Segundo informações da SES-GO, a pasta se prepara para a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, organizada pelo Ministério da Saúde, que está prevista para ocorrer entre 7 e 25 de outubro. Na primeira etapa da mobilização, a meta será vacinar todas as crianças não vacinadas, com idade de seis meses a menores de cinco anos. O primeiro dia “D”, para todo o Brasil, já está agendado para 19 de outubro.

Nos últimos 90 dias, conforme Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, quase 4 mil casos confirmados de sarampo foram registrados em todo o país.  Cerca de 97% deles está concentrado em 153 municípios de São Paulo, maior parte foi registrada Região Metropolitana da capital. Mais de 20 mil casos são investigados.

Até o momento, já ocorreram quatro mortes por sarampo no Brasil. Dos quatro óbitos, três ocorreram em menores de um ano de idade; e um óbito em um indivíduo de 42 anos. De acordo com o ministério, nenhuma das vítimas era vacinada contra a doença.

“Apesar da faixa etária de 20 a 29 anos apresentar o maior número de casos confirmados registrados, a incidência de casos em menores de 1 ano é 8 vezes maior em relação à população em geral. Também é nessa faixa que ocorrem os casos mais graves e óbitos. A cada 100 mil habitantes, 55 crianças nessa faixa etária obtiveram confirmação para o sarampo. A segunda faixa etária mais atingida é de 1 a 4 anos”, diz comunicado da pasta federal da saúde.

Quem deve tomar a vacina?

A diretora também esclareceu sobre quem deve receber as doses da vacina contra o sarampo. Segundo Divânia, a dose apenas deve ser ministrada àqueles que nunca receberam a vacina. Já estão imunizadas contra a doença, a pessoa com idade entre um e 29 anos que possui o registro de duas doses da vacina no cartão de vacinação. O público com idade entre 30 e 49 anos com registro de uma dose no cartão de vacinação também já está imunizado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here