Com fala machista, líder do PSL recua sobre Bolsonaro

0
427

Na última quinta-feira, 17, o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), voltou atrás depois de ser gravado em reunião do partido dizendo que implodiria o presidente Jair Bolsonaro. “Isso já passou. Nós somos Bolsonaro. Somos que nem mulher traída, apanha, mas mesmo assim volta ao aconchego”, disse o parlamentar.

Em meio a crise do PSL, o parlamentar foi gravado na reunião do grupo ligado ao presidente da legenda, Luciano Bivar (PSL-PE), na Câmara, por Daniel Silveira (PSL-RJ), onde falava em “implodir o presidente”.

“Vou fazer o seguinte, eu vou implodir o presidente. Aí eu mostro a gravação dele, eu tenho a gravação. Não tem conversa, eu implodo o presidente, cabô, cara. Eu sou o cara mais fiel a esse vagabundo, cara. Eu votei nessa porra, eu andei no sol 246 cidades, no sol gritando o nome desse vagabundo”, disse Waldir no áudio.

Após o áudio ser divulgado e mais uma crise gerada, o parlamentar foi a público recuar. E com uma expressão bastante machista, mostrou mais uma de que este governo e os integrantes do PSL não se entendem e, definitivamente, não falam a mesma língua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here