Vamos falar um pouco sobre o uso de canabinoides em crianças com autismo?

0
310
Foto: Divulgação

O uso de canabinoides, especialmente o cannabidiol (CBD), tem sido cada vez mais frequente no tratamento de crianças com epilepsia refratária aos tratamentos convencionais e outras patologias, inclusive no Brasil. Depois de diversos relatos sobre o uso de cannabis medicinal na diminuição de ansiedade, irritabilidade, insônia e agressividade, pais de crianças com autismo começaram a enxergar o uso de canabinoides como uma alternativa para aliviar tais sintomas em seus filhos.

Desde então, vêm se acumulando ao redor do mundo diversos relatos de casos evidenciando melhora substancial do comportamento, funcionalidade e qualidade de vida em pacientes com TEA após iniciar tratamento com a cannabis medicinal. Embora muitos portadores de autismo já estarem sendo tratados com medicações à base de CBD, há ainda um grande desconhecimento acerca das evidências científicas e análises de perfil de segurança, tolerabilidade e eficácia para o uso em pacientes com TEA.

Pensando na importância de se debater o tema, o vereador Lucas Kitão realizará no dia 21 de novembro, a partir das 18 horas na Câmara Municipal de Goiânia, uma audiência pública para debater o uso medicinal da cannabis sativa. Lucas destaca que o principal intuito da audiência é sugerir aos órgãos públicos a regulamentação e liberação do uso medicinal da planta.

“É bom deixar claro que nós não queremos discutir o uso recreativo. Ao meu ver, a nossa prioridade é usar essa planta para tratar várias doenças. Na audiência iremos ter a oportunidade de mostrar esses benefícios, tanto com o apoio de médicos e profissionais da área, quanto também os pacientes, mães de crianças com autismo, pessoas com epilepsia, casos de Alzheimer e diversas doenças que tem sido muito bem tratadas com esse medicamento que pode ser adquirido tanto com autorização judicial, quanto importado com autorização da Anvisa”, justificou o vereador.

A audiência pública será um local onde diversas mães e pais de crianças com TEA poderão sanar suas dúvidas com profissionais da área, sobre o uso medicinal da cannabis. Para auxiliar vocês, pais, que ainda possuem inúmeras dúvidas, iremos trazer alguns estudos realizados recentemente que falam sobre o uso medicinal da planta em crianças dentro do espectro. A ideia da audiência pública é justamente quebrar o tabu e mostrar que a planta tem propriedades medicinais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here