Congresso internacional trará a Goiânia novidades sobre neurociências e reabilitação

0
397
Foto: Divulgação

Goiânia sedia, entre os dias 28 e 30 de novembro, no Hotel Clárion, no Setor Marista, o I Congresso Internacional de Neurociência e Reabilitação, cujo objetivo é promover a troca de experiências sobre as novas perspectivas de diagnóstico, intervenções e tratamentos no processo de reabilitação cognitiva, funcional e social, a partir de uma visão multidisciplinar. A ex-ginasta e atleta olímpica Lais Souza, é uma das palestrantes do Congresso.

O evento terá 18 eixos temáticos, divididos em 50 palestras, sete conferências magnas, apresentações de trabalhos científicos, exposição, cursos e networking. As palestras serão ministradas por pesquisadores e conferencistas de destaque nacional e internacional, que irão mostrar como a neurociência e a tecnologia têm trabalhado para otimizar resultados em reabilitação.

Os temas abordados incluem reabilitação para amputados, neurofeedback e biofeedback, estimulação magnética transcraniana, estimulação transcraniana por corrente contínua, neurofisiologia, reabilitação neurofuncional, reabilitação pós-AVC, TCE e lesão medular, neuropsiquiatria infantil, adulta e geriátrica, síndromes dolorosas, doenças neurodegenerativas, doenças autoimunes, tratamento de vícios, neuropsiquiatria infantil, adulta e geriátrica, síndromes dolorosas, doenças neurodegenerativas e autoimunes e reabilitação de memória.

Entres os convidados para falar sobre estes temas, estão o neuropsicólogo Andrew Bateman, do Reino Unido; Paola Marangolo, da Fundação Santa Lucia, da Itália; a psicóloga Lynda Thompson, do Canadá; o psiquiatra Michael Thompson Psiquiatra, do Instituto Biofeedback de Toronto e o psiquiatra André Brunoni, da Universidade de São Paulo.

O congresso é destinado a psiquiatras,neurologistas ,fisiatras, psicólogos, neuropsicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, enfermeiros, diretores de clinicas e hospitais , profissionais do serviço social, e áreas afins . Também podem participar pacientes, cuidadores ou familiares de pessoas que estão ou precisam de reabilitação.

Diferencial

O neuropsicólogo Hercílio Silva Júnior, idealizador do congresso, esclarece ser o diferencial desse evento, em relação a outros congressos de reabilitação, o fato de que em Goiânia se buscará lançar um olhar global sobre o tema, tratando de vários tipos de reabilitação. Segundo ele, o que havia até então são congressos direcionados a abordagem de temas específicos, como reabilitação da fala, de partes do corpo etc.

“O que nós queremos é lançar um olhar multiprofissional sobre o processo de reabilitação, visto que saúde não é a ausência de doença e sim a melhor forma de tratar suas consequências físico, psico e emocionais”, explica.

Laís Souza

A expectativa é de que um dos convidados do evento que mais despertará interesse público é a ex-atleta olímpica, Laís Souza, que ficou tetraplégica após um acidente de esqui aéreo, quando treinava para as Olimpíadas de Inverno, há cinco anos. Desde então, Laís vem conseguindo ótimos resultados em seu processo e terapias de reabilitação. Em Goiânia, vai falar sobre sua experiência de superação e as melhores terapias que a levaram a atingir o resultado atual. A palestra da ex-ginasta com o tema Inteligência Emocional no Processo de Reabilitação, está prevista para as 17 horas do primeiro dia do congresso.

Referência

Goiânia está se transformando em referência em terapias de reabilitação e neurociência, assim como já aconteceu com especialidades como oftalmologia, cirurgia pediátrica e tratamento de câncer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here