Vereador Clécio Alves apoia ‘Futebol de Saia’ de homens na região Oeste

0
306

Um grupo de moradores, homens apaixonados por futebol, vai trocar o short, meião e a chuteira por saia, meia calça e uma produção bem feminina. É turma do ‘Futebol de Saia’, em que homens, solteiros e casados, entram em campo sempre, uma vez por ano, para ajudarem quem precisa. Em sua segunda edição, o evento beneficia centenas de pessoas, com alimentos, sorteios de vários brindes, inclusive uma bicicleta. Evento ocorrerá no Residencial Goiânia Viva, região Oeste de Goiânia. A ação será realizada no domingo, 15 de dezembro, às 10 horas, no Residencial Goiânia Viva. Para assistir a partida é necessário doar cinco quilos de alimentos não perecíveis.

Quem participa sempre desta ação como apoiador do projeto é o vereador e também vice-presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Clécio Alves (MDB). Morador desta região há mais de 20 anos, o emedebista diz que a brincadeira já virou tradição. Para ele, ações como estas são importantes, já que a grande jogada é fazer o bem. “É tão gratificante, que não sei nem dizer. A cada ano a gente vê que a aceitação da comunidade aumenta mais e mais. Nós promovemos um evento social e todos fazem questão de ir ver nossos jogadores”, comenta Clécio.

Programação

Durante a ação, é feito, primeiramente, um desfile com os jogadores e após a partida de futebol é oferecido à comunidade um mega almoço, na casa da organizadora do projeto, Keila Cristina, moradora do Residencial Goiânia Viva há mais de vinte anos, uma das pioneiras deste setor. Ela conta que começou com a partida no ano passado e depois do primeiro jogo viu que o que motiva o time de jogadores é a solidariedade. “Brincamos, sorrimos e fazemos o bem às pessoas. Isso é nossa maior recompensa”, explica.

Segundo Keila, na ação do ano passado o time arrecadou cerca de 400 quilos de alimentos. “Tudo que for doado será um presente de ‘Ano Novo’ a quem precisa. Nossa ideia é cadastrar dentro de nossa região pessoas que realmente necessitam destas doações”, conclui.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here