“Não vamos fazer ‘puxadinho’ em obra pública”, garante Caiado ao lançar reforma do Hemocentro

0
318

Em 150 dias, foi esse prazo que o governo de Goiás deu para entregar a obra do Hemocentro Coordenador Professor Nion Albernaz (Hemogo). “Nem um dia a mais”, assegurou o governador Ronaldo Caiado ao assinar nesta quarta-feira, 4, na sede da unidade, na Avenida Anhanguera, a ordem de serviço para revitalização e reforma da unidade. A obra, orçada em R$ 5,16 milhões, ficará a cargo da empresa Primecon Construtora, vencedora do processo licitatório ocorrido em 8 de novembro. O valor já foi repassado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) ao Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) e depositado em fundo específico na modalidade poupança na Caixa Econômica Federal.

Uma marca da gestão de Caiado tem sido não autorizar o início de obras sem que haja recurso empenhado, em total respeito ao dinheiro público. “Com o dinheiro em conta, eu não vou aceitar projeto ‘meia-boca’. Nós não vamos fazer ‘puxadinho’ em obra pública. Quero que as coisas sejam feitas com dignidade”, ordenou. Outros recursos já estão assegurados pela SES para investimento em mobília e equipamentos. “Não vamos fazer obras politiqueiras. Como médico que sou, sei a responsabilidade que tenho. Vamos fazer obras estruturantes para que, amanhã, tenhamos também o Hemocentro em outras regiões do Estado”, completou o governador. O vice Lincoln Tejota destacou que a diferença quando o dinheiro já está garantido é notável e completou: “Investir em Saúde é investir em vida”.

O secretário Ismael Alexandrino pontuou que gerir a Saúde do Estado é um desafio, e ao mesmo tempo, um privilégio. “Impactar positivamente a vida de 7 milhões de pessoas com responsabilidade, qualidade, atendendo a todas as normativas atuais, não é nada fácil. Ao mesmo tempo, é muito prazeroso quando você tem um propósito de vida de realmente impactar positivamente a vida de tantas pessoas”, refletiu.

Diante de Dona Geralda Albernaz, viúva daquele que nomeia o Hemocentro, Caiado rememorou o legado deste que foi um dos prefeitos mais emblemáticos da história da capital. Afirmou que, para ser bom político é preciso ter espírito público, com dedicação e amor pelo que se faz.  Lembrou também o trabalho da ex-primeira dama com pinturas e artesanatos, que foram tão marcantes com Nion na administração municipal, e a nomeou para se encarregar da humanização do espaço. “A senhora vai fazer esse complemento, com toda a sensibilidade que tem, para dar um charme especial, com obras de arte e florir o ambiente”, pediu.

“Conversava sempre com o professor Nion, até porque em 1996 nós tivemos uma aliança na qual ele chegou à prefeitura. Ele dizia sempre que era preciso entender que temos que fazer as obras, mas precisamos dar o cunho social aos nossos governos. Não podemos mais distanciar o atendimento das pessoas. É fundamental que o cidadão sinta bem atendido, que tenha serviço de qualidade. Isso é um fato muito marcante na minha gestão, teve uma influência muito grande”, recordou Caiado, que finalizou: “nada é mais desrespeitoso do que anunciar uma obra, a exemplo das mais de 400 inacabadas que temos em Goiás, sem que realmente cumpram a sua função de poder atender a população.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here