Rápidas | Olha o PIS!

0
328
Foto: Internet

Cerca de 9,6 milhões de trabalhadores brasileiros com direito às cotas do Programa de Integração Social (PIS) ainda podem sacar os valores. Um montante de R$ 17,4 bilhões. O pagamento está disponível para os cotistas de todas as idades e não tem data limite para ser retirado. Os herdeiros também poderão sacar o benefício em qualquer data. A retirada do recurso das cotas é diferente do abono salarial. A cota é paga somente uma vez, ou seja, se retirado o dinheiro por quem tem direito, o saldo é zerado. Já o abono salarial é pago anualmente. Tem dinheiro na cota do PIS/Pasep pessoas que trabalharam entre 1971 e 1988 como contratadas em empresas privadas ou no serviço público.

Olha o gás!

Pela quinta vez no ano, o botijão de 13 quilos de gás ficou mais caro. Desde sexta-feira, 27, que o gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de cozinha, ficou em média 5% mais caro para as distribuidoras. O reajuste foi confirmado pela Petrobras e se refere ao preço à vista e sem tributos. O preço final ao consumidor depende do repasse feito pelas distribuidoras. A estatal anunciou que renovou o contrato com 12 distribuidoras estaduais a partir de janeiro, “com base em uma nova fórmula de preço da molécula de gás indexada ao preço do petróleo”. São elas GásBrasiliano, São Paulo Sul, Comgás (parcialmente), BR Espírito Santo, Gasmig, CEG, CEG-RIO, Algás, Bahiagás, Sergás, Potigás e Pbgás. Com isso, a Petrobras estima que o preço do produto possa ter uma redução média imediata de 10% em relação aos contratos anteriores, considerando o preço do petróleo na faixa de US$ 60/bbl.

Sem remédios

O presidente Jair Bolsonaro vetou integralmente um projeto de lei aprovado no Congresso Nacional que garantia a oferta de sangue, componentes, hemoderivados, medicamentos e demais recursos a pacientes do Sistema Único de Saúde. A decisão foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. Ao vetar o projeto, de autoria do ex-governador Marconi Perillo, a presidência alegou inconstitucionalidade e contrariedade ao interesse público, já que texto modificado pelo Congresso, “institui obrigação ao Poder Executivo e cria despesa obrigatória ao Poder Público, sem que se tenha indicado a respectiva fonte de custeio”.

Atentado terrorista ao Porta dos Fundos

A Polícia Civil do Rio de Janeiro não considerou ato terrorista o ataque, com bombas, à sede da produtora onde são feitos os vídeos do grupo Porta dos Fundos mesmo depois que integrantes do Comando Insurgência Popular Nacionalista da Grande Família Integralista Brasileira divulgar um vídeo onde leem um manifesto enquanto imagens do ataque são exibidos. O ataque aconteceu na madrugada do dia 21 e é em represália ao último especial de Natal do grupo de humoristas, no qual Jesus (Gregorio Duvivier) é surpreendido com uma festa de aniversário quando voltava do deserto acompanhado do namorado, Orlando (Fabio Porchat). Uma câmera de segurança filmou a placa da caminhonete e um dos suspeitos sem capuz no local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here