Fim das coligações merece atenção de candidatos sem mandato 

0
296
Foto: Internet

Como há uma janela partidária em abril para os vereadores com mandato, o advogado especialista em Direito Eleitoral, Cleone Meirelles, afirma que é importante haver um olhar mais atento dos políticos que pretendem concorrer a uma carga nas câmaras municipais.

Ele pontua que esta alteração pede que os pré-candidatos sem mandato avaliem muito bem por qual partido vão se candidatar. Isto porque haverá uma janela partidária em abril que vai permitir a mudança de partido dos vereadores com mandato. Como esses vereadores eleitos já têm um real potencial eleitoral e estão articulando para se reelegerem “os pré-candidatos precisam analisar muito bem esta articulação”, sugere Meirelles.

Além dos vereadores eleitos e dos pré-candidatos sem mandato, o especialista também diz que este potencial também precisa ser apresentado pelos partidos, que vão calcular quantos vereadores esta chapa poderá eleger. Os dirigentes partidários precisam acolher nomes com potencial eleitoral, para montar uma chapa competitiva.

Leia também: Fim das coligações proporcionais pode refletir em 2022 

Tudo isto precisa ser apresentado aos pré-candidatos, para que eles analisem a capacidade de votos, do partido e a capacidade que os outros postulantes têm para atingirem eleitores. “Quem se candidatar sem fazer um real estudo sobre este quadro pode não ser eleitor”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here