Vereador Clécio Alves busca recursos para Imas

0
507

Durante a semana o vereador e também vice-presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Clécio Alves (MDB), se posicionou, em Plenário, sobre veto de prefeito Iris Rezende (MDB) dado ao projeto que destina R$ 8 milhões ao Instituto Municipal de Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (Imas). De autoria de Clécio, a intenção é garantir que este recurso chegue ao Instituto. “Em 2018, fui relator da Lei Orçamentária Anual (LOA) e apresentei este projeto para o exercício deste mesmo ano, no entanto, sem explicação, quando fizeram o autógrafo de Lei, retiraram a emenda”, informa o vereador.

Segundo Clécio, o autógrafo de Lei cometeu um erro formal em relação à não inclusão e aprovação desta emenda. No entanto, no ano passado a emenda foi novamente apresentada. De acordo com o vereador, apenas o Imas não conta com este recurso. Ele explica que a aprovação do recurso representaria 0,0016% do orçamento de 2018. Agora, representa apenas 0,009% do orçamento. Isso é importante para que o Instituto tenha condições de se estruturar e se modernizar, criar uma diretoria de auditoria, por exemplo”, contextualiza.

Órgãos como a Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), a Guarda Civil Metropolitana (GCM) e a Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul) contam com esta verba. No caso do Imas, o recurso contemplaria servidores do município de Goiânia. “Não existem explicações à respeito do veto desta emenda”, sinaliza. Atualmente, o projeto está na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) e será reapresentado pelo relator, vereador Welington Peixoto (MDB), que fará um relatório pela derrubada deste veto.

Clécio diz que não medirá esforços para que os valores cheguem ao Imas. “Conversarei com todos vereadores, à favor do interesse de todos os servidores da Prefeitura, considerando que trata-se de um plano de saúde importantíssimo, que representa pouco recurso, praticamente nada, tudo em prol da saúde dos servidores”, pontua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here