Entrevista | Léo Mendanha: “Não faço política para atropelar ninguém”

0
461

Ex-deputado estadual, Léo Mendanha sempre esteve presente na vida política de Aparecida de Goiânia, sendo o responsável por levar grandes nomes do MDB para a cidade, como o ex-governador Maguito Vilela. Viu Aparecida de Goiânia deixar de ser cidade-dormitório para ser a cidade que gera emprego com quatro polos industriais e com um quinto em formação. Hoje, como presidente do partido na cidade, trabalha para reeleger o filho, Gustavo Mendanha, e para eleger pelo menos 7 vereadores do MDB. Acredita que entre candidatos do MDB e de partidos aliados faça até 18 dos 25 vereadores da cidade. Ele falou com o Tribuna do Planalto sobre sua história com Aparecida de Goiânia.

Como o senhor se sente vendo Aparecida de Goiânia se transformar de cidade-dormitório na cidade economicamente forte de hoje?

Presenciei a cidade evoluindo em todos os sentidos. Quando vim para cá, em 1978, Aparecida tenha só uma linha de ônibus ligando o Conjunto Cruzeiro do Sul ao Centro. Tinha um posto de saúde, nem água tratada tinha. Eram duas empresas apenas. Era uma cidade dormitório mesmo. O povo morava em Aparecida e ia trabalhar em Goiânia. Hoje são quatro parques industriais. O quinto pólo industrial está sendo implementado. A cidade é moderna, com Universidade, Hospitais, uma malha viária boa, com alguns eixos estruturais. Falta concluir o asfalto e a melhorar a mobilidade, um problema já que a cidade não foi planejada.

O senhor sempre foi um representante de Aparecida de Goiânia?

Desde que vim de Inhumas pra cá, nos anos 70, Aparecida é a minha cidade. Fui eleito duas vezes deputado estadual com votos principalmente de Aparecida e sempre trabalhei para trazer o desenvolvimento para esta cidade. Nunca saí de Aparecida. Tive votos em outras cidades do estado, mas meu berço político é aqui.

E é verdade que o senhor é o real responsável por trazer nomes importantes do MDB para a cidade, como o ex-governador Maguito Vilela?

Bom, não faço política para atropelar ninguém. Sempre trabalho com grande respeito aos adversários políticos e em Aparecida haviam alguns grupos – do Norberto Teixeira (falecido em 2011), do Francisco Abreu, do Ademir Menezes e do Marlúcio Pereira. Para se ter uma ideia todos os grupos trabalham hoje colaborando com a administração do Gustavo Mendanha. Quem ganha com isso é Aparecida. Mas a disputa, na época, entre esses grupos era ferrenha e a cidade perdia muito com isso. Com a eleição do Marconi Perillo (PSDB), houve uma debandada de nossos políticos do então PMDB para o lado do governador. Fiquei sozinho no MDB de Apareida e eu precisava de alguém forte para disputar a prefeitura. quando falei com o Maguito (ex-governador Maguito Vilela). Expliquei a situação e ele concordou. A administração do Maguito em Aparecida inaugurou uma nova forma de se fazer política. Os grupos políticos foram chamados a colaborar. Com a ajuda de Deus, com muito trabalho e dedicação eu consegui voltar todo mundo para o MDB de Aparecida.

“Consegui voltar todo mundo para o MDB de Aparecida”

E na sucessão do Maguito, como o senhor emplacou no nome do seu filho como candidato a prefeito?

Tive muito apoio primeiramente do Maguito e tive muita conversa com o pessoal daqui mostrando que estávamos construindo um projeto. Eu dizia: Vamos experimentar alguém que nasceu aqui e elegeram o Gustavo, que tem sido um excelente prefeito. A cidade tem se modernizado e se tornado uma das mais seguras de Goiás em todos os sentidos.

Como a bancada federal tem ajudado Aparecida?

Quem nos ajuda muito é o deputado federal Professor Alcides.

E quais os planos do senhor para o MDB na eleição deste ano?

Estamos trabalhando muito para ajudar o Gustavo na reeleição e para eleger 7 vereadores do MDB. Na verdade, entre o MDB e partidos aliados, pretendemos fazer a maioria dos vereadores. Acredito que elegeremos de 15 a 18 vereadores do total de 25 na Câmara Municipal de Aparecida.

Quem é Léo Mendanha?

Nascido Liosmar Evaristo Mendanha, em 29 de novembro de 1954 em Inhumas, Léo Mendanha é o atual presidente do MDB de Aparecida de Goiânia. Comerciante e corretor de imóveis, mora em Aparecida. Casado e pai de três filhos, um deles o atual prefeito da cidade, Gustavo Mendanha. Sempre filiado ao PMDB (hoje MDB), disputou sua primeira eleição em 1982, como candidato a vereador em Aparecida. Foi secretário da Ação Urbana e Secretário de Obras da Prefeitura de Aparecida de Goiânia, 1982- 1988; vereador de 1989 a1992, quando foi o líder do PMDB na Câmara de Aparecida. Foi secretário de Finanças do Município de 1992 a 1994. Foi Deputado Estadual de 1995 a 1999 e reeleito para a 14ª legislatura, de 1999 a 2003. Segundo ele, depois disso, preferiu trabalhar internamente o partido. Léo Mendanha é evangélico, membro da Igreja Assembléia de Deus em Aparecida de Goiânia e já exerceu a função de Fiscal de Rendas do Município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here