Servidores e magistrados que retornarem de viagem internacional devem ficar

0
216

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás determinou, por meio de um Decreto Judiciário assinado pelo presidente do TJGO, Walter Carlos Lemes, que magistrados e servidores que retornarem de viagem, de férias ou afastamentos legais, de países estrangeiros devem desempenhar suas atividades funcionais via teletrabalho ou home office durante 14 dias, contados a partir da data de retorno ao Brasil.

As informações constam do Decreto Judiciário nº 557/2020, que foi expedido em razão da declaração de pandemia de coronavírus anunciada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Para realizar os teletrabalhos ou o home office, será necessário comunicar a presidência e apresentar documento que comprove a realização da viagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here