Coronavírus: como fica o funcionamento das unidades da Hemorrede Pública em Goiás?

0
202

Desde a primeira semana do mês de março deste ano, a Hemorrede Pública de Goiás adotou os novos critérios estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Ministério da Saúde (MS) após a confirmação de casos do coronavírus no Brasil. Segundo a diretora-geral da Hemorrede Pública de Goiás, Denyse Goulart, é importante destacar que pessoas que não apresentam sintomas de gripe, podem manter as doações de sangue normalmente. “Todas as unidades da Hemorrede seguem funcionando normalmente, e todos os colaboradores já foram orientados sobre os protocolos adequados para atender doadores e pacientes nos hemocentros”, afirma.

Denyse explica que a triagem clínica já incluía a verificação de dengue, chikungunya e zika. “Após a atualização dos critérios do Ministério da Saúde, foi incluído também o Covid-19 e outras variações como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers)”. Ela destaca que a Unidade Móvel do Hemocentro, em ações externas na região metropolitana, segue funcionando normalmente.

As autoridades do MS informam ainda que não existe evidência de transmissão de coronavírus por transfusão de sangue, porém a indicação é que pessoas que tiveram contato com pacientes infectados ou com suspeita de Covid-19 ficam impedidas de doar sangue pelo prazo de 30 dias. Em casos de dengue e chikungunya, o prazo também é de 30 dias. Para zika, são 120 dias para quem teve a doença e 30 dias para quem teve contato sexual com quem teve Zika nos últimos 90 dias até que o candidato possa ser considerado apto para doar sangue. As pessoas que tiveram Dengue Hemorrágica ficarão inaptas por 180 dias contados a partir da remissão dos sintomas.

Quem pode doar?
Os requisitos básicos para passar pela entrevista pré-doação de sangue são: estar saudável, ter peso acima de 50kg, apresentar documento oficial com foto válido em todo o território nacional e idade entre 16 e 69 anos, sendo que antes de completar 18 anos é necessária uma autorização dos pais ou responsáveis e, se acima de 60 anos, ter realizado pelo menos uma doação até essa idade. Quem tomou a vacina da febre amarela deve aguardar 30 dias para fazer uma doação.

Todas as unidades da Hemorrede Pública de Goiás, em Goiânia e no interior, seguem com funcionamento normal, das 8 às 18 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here