Artigo | O COVID está impactando também a Internet

0
840

Por Vivaldo José Breternitz

O COVID-19 está alterando os padrões de uso das redes de telecomunicações, especialmente da Internet: funcionários de governos e empresas estão trabalhando na modalidade home office, universidades e outras escolas estão adotando ferramentas de educação a distância, pessoas confinadas em suas casas buscam notícias, jogam on-line e assistem a filmes na modalidade streaming, em plataformas como Netflix e outras similares.

Tudo isso está levando a um aumento substancial do uso da Internet, podendo gerar uma queda do padrão de serviços, especialmente velocidade e disponibilidade da rede, justamente em um momento em que a mesma precisa estar operando em seu melhor nível, como uma importante ferramenta no combate à pandemia.

Essa preocupação já está chegando aos governos, com a União Europeia tendo solicitado às plataformas que disponibilizam conteúdos digitais operando na modalidade streaming, especialmente a Netflix, que passem a divulgar seu conteúdo no modo standard, e não em alta definição (HD), como forma de diminuir o volume de tráfego.

Essa providência torna-se ainda mais importante em um momento em que essas plataformas abrem seu sinal, disponibilizando-o a mais usuários. As autoridades europeias pedem aos usuários que cooperem, privilegiando o uso de Wi-Fi e usando baixas resoluções, sempre que possível, e estão monitorando o uso das redes, podendo intervir se a situação se tornar crítica.

Vivaldo José Breternitz é doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, professor de Planejamento Estratégico e Sistemas Integrados de Gestão da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here