Emater orienta produtores rurais sobre cuidados contra o coronavírus

0
163
Foto: Reprodução

O meio rural, apesar de afastado dos grandes centros urbanos, não está isento da propagação do novo coronavírus, responsável por causar a Covid-19, doença que tem acometido milhares de pessoas em todo o mundo. Em Goiás, a administração estadual não tem medido esforços para conter a disseminação do vírus, divulgando medidas de prevenção que devem ser adotadas por toda a população do Estado, inclusive aquela que está no campo e do campo retira seu sustento.

O presidente da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), Pedro Leonardo Rezende, atentou para a importância de a comunidade rural adotar uma conduta preventiva. “Os produtores frequentemente interagem com pessoas externas, seja no momento de aquisição dos insumos básicos para o sistema de produção, seja no momento da comercialização, como em feiras ou em locais com algum nível de aglomeração. Esse segmento se torna ainda mais vulnerável devido a falta de informações, que não chegam com a mesma intensidade como chegam para a população urbana”, ressaltou.

O governador Ronaldo Caiado, por meio dos decretos, estabeleceu algumas determinações como suspensão de aulas, fechamento do comércio e cancelamento temporário de eventos. Na Emater, todas as atividades foram adiadas – até mesmo as visitas técnicas – e os departamentos adotaram canais de teleatendimento para continuar, longe de aglomerações, a serviço da população.

No campo, portanto, não deve ser diferente. Produtores rurais, dos pequenos aos grandes agropecuaristas, agricultores familiares e trabalhadores do setor em geral devem tomar alguns cuidados. Além das orientações básicas divulgadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como a constante higienização das mãos e isolamento de pessoas com suspeita da Covid-19, seguem abaixo algumas recomendações específicas:

  • Afastamento imediato de funcionários que apresentem sintomas do vírus, como febre, dor de garganta, tosse e falta de ar;
  • Distribuição de álcool 70 gel ou líquido (os dois têm a mesma eficácia) em todos os setores;
  • Superfícies e objetos devem ser higienizados com desinfetante regularmente;
  • Constante higienização das mãos com água e sabão ou com álcool (como os produtos citados no tópico anterior), lembrando de sempre disponibilizar sabonete nos banheiros;
  • Distanciamento entre pessoas de, no mínimo, um metro;
  • Não dividir caronas nos veículos nem compartilhar cabines de colheitadeiras, tratores e caminhões;
  • Não compartilhar ferramentas de trabalho, como pás, enxadas e rastelos;
  • Caminhoneiros e outros prestadores de serviços devem permanecer no interior dos veículos durante entrega ou carregamento de mercadorias;
  • Usar de forma individual objetos como garfo, faca, copo de água;
  • Não emprestar celular, rádio ou outros aparelhos de comunicação;
  • Evitar, ao máximo, pessoas acima de 60 anos nos locais de trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here