Lissauer defende uso do fundo eleitoral e suspensão das eleições

0
168
Foto: Marcos Kennedy/Arquivo

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, deputado Lissauer Vieira, defendeu, nesta segunda-feira, 30, a utilização do fundo eleitoral nas ações de enfrentamento ao coronavírus e também a suspensão das eleições previstas para este ano. Ele prega que as eleições sejam unificadas em 2022.

O presidente também anunciou o corte de 20% nos contratos de prestação de serviços da Casa e defendeu o retorno gradual das atividades econômicas do Estado. A declaração foi dada em entrevista concedida a uma rádio de Rio Verde.

“Acho que os valores do fundo eleitoral já deveriam estar 100% aplicados nas medidas de enfretamento do vírus em nosso País. Também vejo que não temos condições e nem clima para falarmos sobre eleições neste momento, mas sou a favor da prorrogação de todos os mandatos até o ano de 2022. E chegando lá, realizarmos eleições unificadas. Seria uma proposta de reforma política, com mandatos de cinco anos sem reeleição”, defendeu o presidente da Alego, deixando claro que muito ainda precisa ser discutido e que essa é a sua opinião sobre o assunto.

Redução de despesas

O presidente da Alego defende, também, mais ações desenvolvidas pela Casa para contribuir no combate à Covid-19. Além dos R$ 10 milhões repassados pelo Legislativo goiano ao Poder Executivo, Lissauer informou ainda que outras medidas serão adotadas pelo Parlamento com o objetivo de prestar auxílio econômico ao Estado. Entre essas medidas, aponta a renegociação dos contratos com prestadores de serviços e fornecedores. A intenção é reduzir em 20% os valores repassados pela Casa sem que haja redução na entrega por parte das empresas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here