Construtora cria ações de apoio para a manutenção da saúde mental de seus colaboradores em isolamento social

0
475

A pandemia do novo coronavírus alterou a rotina e os hábitos da sociedade como um todo. Uma das mais eficazes medidas para conter o contágio e propagação da doença é o isolamento social e o processo de quarentena. Contudo, os dias reclusos podem afetar a saúde mental. A psicóloga e supervisora de desenvolvimento humano da Consciente Construtora, Kênnya Soares, afirma que a imprevisibilidade do processo pode gerar medo e ansiedade, além do isolamento, poder também afetar negativamente o estado emocional das pessoas. Assim, ao estar em casa, o colaborador está sujeito a entrar em um espiral de fragilidade e angústia e estar propenso a desenvolver crises de ansiedade, compulsão alimentar, entre outros distúrbios.

Pensando em minimizar os possíveis efeitos negativos do cenário, a Consciente Construtora, que tem como um de seus pilares a valorização de pessoas e, portanto, já possui a prática de campanhas humanizadas, integrativas e com foco em bem-estar, tem criado algumas ações para que o seu time seja assistido e apoiado principalmente neste momento de fragilidade.

 

Uma delas é o Movimento Prosa Consciente, em que a psicóloga e supervisora de desenvolvimento humano, se coloca à disposição dos colaboradores para quem desejar apoio para organizar as emoções neste momento de isolamento. Ao todo são 95 colaboradores administrativos trabalhando de casa e convivendo com um turbilhão de emoções. A ação de apoio, Prosa Consciente, dá ao colaborador a possibilidade de acionar Kênnya por chat ou vídeo para um momento de conversa.  Como a supervisora faz parte do quadro administrativo de profissionais, o atendimento não é clínico, ou seja, não se trata de terapia. Kênnya Soares faz um primeiro acolhimento, uma espécie de triagem, e dependendo da situação apresentada direciona o colaborador para atendimento psicológico com outros profissionais. Inclusive, a Consciente Construtora é parceira da Rede Goiana de Psicologia, que por meio do Programa Look Inside “Olhar para Dentro” oferece acompanhamento psicológico presencial e online com valor social aos colaboradores interessados.

“A situação é nova para todos e, além do suporte quanto ao trabalho remoto, provocamos nosso time a pensar sobre o que esta pandemia veio nos ensinar. Afinal, durante a maior parte do nosso tempo estamos no piloto automático, inseridos em um contexto acelerado, submetidos a alta exigência e pressão de várias nuances, sem possibilidade para sequer nos enxergarmos e definirmos o que realmente é essencial. Por isso, este é um excelente momento para refletirmos e tirarmos lição de tudo o que está acontecendo”, explica a psicóloga.

Kênnya Soares pontua que outro braço das ações de apoio são os diálogos sobre a característica atípica do atual home office. Os líderes têm sido apoiados e conscientizados quanto a importância de apresentarem uma postura humanizada e direcionadora e, para tanto, manterem contato com suas equipes, incentivarem a criatividade e colaboração entre os colegas, disponibilizarem os recursos necessários e principalmente atuarem com base no reconhecimento.

Segundo ela, o contexto atual impacta no quesito produtividade e é necessário readequar o nível de exigência neste momento. “Esta é uma situação que pegou a todos de surpresa e, assim como a maioria das empresas, não foi possível preparar adequadamente o time para o trabalho remoto. Sem falar que o isolamento social como uma medida imposta a todos quebrou a rotina tanto de adultos como de crianças e, por isso, trouxe uma nova roupagem ao home office, em que as atividades do trabalho foram somadas aos cuidados com a família e com a casa. Por isso, é natural que a produtividade caia e que o nível de exigência seja repensado. Este não é um home office comum, que possibilita disponibilidade das 8h às 18h num espaço tranquilo, confortável e completamente reservado”, reitera.

A psicóloga e supervisora pondera que o objetivo é que os colaboradores se sentam amparados pelas ações de apoio. “A mais nova ação foi impulsionada pelo nosso departamento de marketing, que lançou através da nossa plataforma de comunicação uma enquete estimulando os colaboradores a compartilharem o que estão fazendo nos períodos livres da quarentena, como uma forma de interação e troca entre os colegas”, explica. A avaliação da psicóloga é que o período de quarentena, na medida do possível, tem sido positivo. “As ações têm sido criadas na intenção de incentivar a troca e o engajamento a partir do apoio. Nosso incentivo é além de tudo conscientizar o time sobre a necessidade de manter a organização mental e a paz de espírito, aproveitar para se reinventar, colocar a ‘casa em ordem’ e tentar extrair o máximo de lições possíveis desta experiência.”

Outras ações desenvolvidas pela empresa é a produção de materiais gráficos relacionados à temática da saúde mental e à adaptação a este quadro atípico de home office. Dois destes materiais levaram os títulos de “Quem é você nesta quarentena” e “Dicas de um Home Office Consciente”. Estes materiais foram criados em parceria com o departamento de marketing e compartilhados na plataforma de comunicação da empresa e no grupo de whatsapp que reúne os colaboradores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here