8 dicas para manter o foco nos estudos para o vestibular durante a quarentena

0
386

Estudantes que vão encarar o vestibular em 2020 já convivem com situações clássicas deste período: pressão, cobranças dos pais, medo da reprovação, comparação com os colegas. Fatores que deixam a cabeça dos alunos acelerada naturalmente e que ganharam um fator extremamente complexo este ano: estudar na quarentena, em tempos de pandemia do COVID-19. Momento em que a rotina de estudos precisa ser reformulada, afinal, as aulas presenciais não estão acontecendo e os alunos precisam se adaptar com cenário do EAD e estudos num mesmo ambiente por tempo indeterminado.

Neste novo momento, é importante absorver algumas ações fundamentais para que o ritmo de estudos não se perca em meio a tantas situações desafiadoras. A diretora da Faculdade Pitágoras de Goiânia, Ana Paula de Souza Rios, elencou 8 dicas para estudar de forma eficiente na quarentena. Dicas práticas que envolvem rotina, gerenciamento do tempo, uso de tecnologias, atenção à saúde e, claro, muita disciplina. Vamos a elas:

1 – Quarentena não é férias

Existe uma tendência natural de relaxamento neste período. Dormir mais tarde, assistir aqueles filmes e séries que há tempos estavam na lista de prioridades. É importante que essa rotina seja transformada rapidamente, já que, as aulas continuam nas plataformas EAD. O calendário segue e os vestibulares vão acontecer, provavelmente com algumas adaptações. Levante cedo, tome banho, troque de roupa, se alimente e parta para a rotina de estudos. Essas ações farão com que você se sinta mais produtivo logo nas primeiras horas do dia.

2 – É necessário privacidade

A grande maioria dos estudantes se distrai facilmente e isso, obviamente, ganha outro patamar em casa. Portanto, um local tranquilo, organizado, com boa internet e recluso é peça chave para a eficiência. Deixe bem claro aos familiares que em tempos de coronavírus – onde eles também estão reclusos – é importante que se tenha uma rotina de estudos e que é necessário privacidade. A disciplina do aluno vai acabar mostrando que aquele é um momento “sagrado”.

3 – Concentre-se à gestão do tempo

Não há outro assunto na mídia neste momento que fuja do coronavírus. O bombardeio sobre as mortes e as ações para combater a doença ocupam a mente de todos minuto a minuto. É preciso deixar isso de lado nos momentos de estudo e concentrar-se na gestão do tempo. A técnica Pomodoro é uma boa estratégia: concentre-se por 25 minutos em determinado assunto e descanse por 5 minutos. Faça isso por quatro intervalos e depois descanse por 15 minutos. Neste momento, saia do ambiente de estudos, caminhe pela casa, escute música, relaxe e não vá atrás de notícias do coronavírus. A técnica Pomodoro fará que muito mais conteúdo seja absorvido.

4 – Mantenha o relacionamento com os colegas

As risadas e a parceria com os colegas de sala de aula estão interrompidas neste período de quarentena, mas isso não significa deixá-los de lado. O isolamento e a solidão podem desencadear doenças e fragilidades emocionais. Portando, use as ferramentas tecnológicas para manter o contato, conversar, se distrair e também deixar os estudos mais leves e divertidos.

5 – Reinvente-se

Em casa, as ferramentas de estudo acabam sendo mais ricas e variadas para quem é interessado em inovar. Portanto, escute um podcast, tente ouvir um audiobook, assista um vídeo sobre um tema específico no YouTube. Tente inovar, inclusive, com aplicativos que fazem a gestão do tempo, como o Evernote ou Focus to Do. Há também apps para relaxamento, com sons ambientes da praia, da natureza, que ajudam a relaxar.

6 – Não esqueça da saúde

Alimentação correta, hidratação e atividades físicas são fundamentais. O isolamento não pode tirar a disciplina desses aspectos. A ingestão de fibras por meio de frutas, legumes e verduras é importante. A ingestão de carboidratos e gordura gera cansaço e fadiga na rotina. Já a boa ingestão de água facilita a memorização dos estudos, além de auxiliar emocionalmente. Por fim, as atividades físicas permitem que o corpo se mantenha na ativa, inclusive na liberação de hormônios importantes para o bem-estar.

7 – Durma bem (e sem celular)

Cada pessoa tem um relógio biológico particular. A questão é que como as rotinas da casa estão alteradas, isso pode gerar um reboliço para um sono eficiente. Durma de seis a oito horas por noite, sem ficar mexendo no celular. Desligue também os sons do celular durante a madrugada para evitar a curiosidade de mexer no aparelho. Som, apenas do alarme.

8 – Foco é alicerce

Para que todas as dicas sejam de fato eficientes, é preciso foco. Nada pode ser executado de maneira despretensiosa, desde uma leitura importante até o momento de relaxamento. É preciso que tudo esteja bem estruturado na mente do estudante. Conquistar o sonho da aprovação depende em grande parte de que o aluno tenha foco para cumprir todas essas dicas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here