Mandetta recusa demissão de Wanderson: “sairemos juntos”

0
322

Nesta quarta-feira, 15, em entrevista coletiva para a atualizar o boletim epidemiológico do Coronavírus, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que não aceitou o pedido de demissão do secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Wanderson Oliveira, e destacou ao lado dele que a equipe que entrou junta vai sair junta.

Em entrevista feita ao lado de Wanderson e do secretário-executivo do ministério, João Gabbardo, Mandetta afirmou que vai continuar trabalhando junto com toda a equipe. “Vamos trabalhar juntos até o momento de sairmos juntos do Ministério da Saúde”.

Segundo Mandetta, que está ameaçado de demissão pelo presidente Jair Bolsonaro, a entrevista desta quarta-feira é mais uma “rotina” para o ministério, que tem feito boletins presenciais sobre a atuação da pasta no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

O ministro disse que, no período, os boletins têm sido apresentados por ele, Wanderson e Gabbardo, e que hoje não seria diferente. Mandetta classificou como “ruído” uma carta que Wanderson enviou a pessoas próximas mais cedo em que dizia que iria deixar o posto do ministério.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here