Rápidas | Região da 44

0
258
Foto: Arquivo

O comércio da Rua 44, segundo maior polo de moda do país, aguarda avaliação da prefeitura para reabrir. Os lojistas já estão se adequando para uma retomada de forma segura. Tapetes com ação desinfetante, instalação de mais dispersores de álcool em gel, fornecimento de máscaras para todos colaboradores dos empreendimentos e lojistas e medidores de temperatura infravermelho. Essas são algumas medidas que já estão sendo implementadas em muitos dos empreendimentos da 44. “Estamos na expectativa para a avaliação por parte da prefeitura dessas medidas que sugerimos, e que são baseadas em orientações amplamente preconizadas pela OMS [Organização Mundial Social] e o Ministério da Saúde, para uma reabertura segura a todos. Mas sabemos que reabrindo hoje, amanhã ou semana que vem, essas ações preventivas farão parte da rotina da região. Por isso os empreendimentos da 44 já estão preparados para voltar ao trabalho de forma totalmente responsável”, afirma Jairo Gomes, presidente da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44).

Tecnoshow Comigo 2020 cancelada

A Cooperativa Comigo cancelou oficialmente a edição 2020 da Tecnoshow Comigo, maior feira de tecnologia rural do Centro-Oeste. O evento já havia sido suspenso por tempo indeterminado, por causa da pandemia do Coronavírus (Covid-19), mas como o problema se estendeu por um período maior do que o esperado, os organizadores optaram por cancelar a edição deste ano. A Cooperativa Comigo informou que a data da edição de 2021 será entre 12 e 16 de abril do próximo ano, em Rio Verde (GO).

Redução de Salário

O deputado federal Elias Vaz defendeu semana passada em Brasília a redução de salários dos deputados e da cota parlamentar, além do adiamento das eleições municipais deste ano e o uso do Fundo Eleitoral para ações de combate ao novo coronavírus.

Escalonamento

A Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos- CMTC- fará escalonamento de horários para serviços que não são considerados essenciais, para minimizar a aglomeração de usuários em terminais e em pontos de embarque e desembarque, numa ação de combate a propagação da COVID-19. A sugestão da CMTC é que às 6 horas utilizem o transporte coletivo garis, coletores, funcionários de postos de combustíveis e de panificadoras. Ás 7 horas, os profissionais da saúde, de indústrias alimentíficias, farmacêuticas e da construção civil. Às 8 é a vez de trabalhadores domésticos, de serviços de faxina, vigias, portaria, zeladores, farmácias e drogarias. Às 9 horas utilizam os ônibus os funcionários de supermercados, de lojas de produtos agropecuários, veterinários, hospitais e clínicas veterinárias, além dos comércios autorizados a funcionar conforme o Decreto 9.633 de 13 de Março de 2020 e agências lotéricas. Por último, às 10 horas, bancários.

Demissão de Moro

Pedido de demissão do Ministro da Justiça Sérgio Moro parou o país na última sextafeira, 24. Ele pediu demissão por não admitir a troca do diretor-geral da Polícia Federal. Do Ministério da Justiça, concedeu entrevista alegando que a troca foi uma violação da promessa que Bolsonaro havia feito a ele na qual ele teria carta branca no ministério. Moro não admitiu interferência política na PF, principalmente na do Rio de Janeiro, que investiga Carlos Bolsonaro. A saída do superministro, apontado como herói da LavaJato, é vista como início da campanha presidencial de Moro. O nome que a direita tem para enfrentar Bolsonaro em 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here