Bolsonaro vai a STF com empresários e reclama de medidas restritivas dos estados

0
414
Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino

Em reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), José Dias Toffoli, ministros e empresários, o presidente Jair Bolsonaro reclamou do poder dado aos Estados e municípios para definir sobre as medidas de isolamento social, disse que os governadores foram longe demais e que as consequências econômicas estão “batendo à porta”.

Bolsonaro levou para a conversa com Toffoli empresários que estiveram na manhã no Palácio do Planalto para pedir a flexibilização das medidas de isolamento. Durante o encontro, o presidente assinou decreto incluindo entre as áreas essenciais o setor de construção civil e afirmou que outros virão.

“Alguns Estados foram um pouco longe nas medidas restritivas e as consequências estão batendo à porta de todos. Temos já 38 milhões de informais e autônomos que perderam a renda ou tiveram substancialmente reduzido. Entre os formais, com carteira assinada, está chegando a 10 milhões de desempregados. E esse número tende a crescer. É colapsar a economia”, disse Bolsonaro. (Reuters)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here