Defesa dos serviços públicos e pelo “Fora Bolsonaro” é tema de manifestação em Goiânia

0
388
Foto: Drone Like

A direção do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde e Previdência Social nos Estados de Goiás e Tocantins – Sintfesp-GO/TO participa nesta quarta-feira, 27 de maio, às 9h, na Praça Cívica, de ato político convocado para todo o País que denunciará os arroubos do governo federal e pedirá o impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Organizado pelo Fórum Goiano em Defesa dos Direitos, da Democracia e da Soberania, o “Dia Nacional de Lutas em Defesa dos Serviços Públicos e Fora Bolsonaro”, em Goiás ocorrerá na Praça Cívica, a partir das 9 horas da manhã.

Em função da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), por orientação dos organizadores, em cumprimento às recomendações das autoridades sanitárias como a OMS, Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde, participarão do ato pessoas que não componham o grupo risco e tomando as devidas medidas de distanciamento.

 

As pessoas manifestantes usarão máscaras personalizadas alusivas ao ato. Cruzes com frases que externam as bandeiras de luta em defesa dos serviços públicos, em especial a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e o Fora Bolsonaro, foram confeccionadas e comporão a manifestação. O Sintfesp-Go/To confeccionou cartazes alusivos à defesa do SUS, do INSS, do SUS, do SUAS (Assistência Social), dos Serviços Públicos de modo geral, todas destacando o Fora Bolsonaro.

Nota pública

Uma nota pública do Fórum Goiano em Defesa dos Direitos, da Democracia e da Soberania será distribuída. A nota denuncia o descaso e a irresponsabilidade do governo Bolsonaro em relação à ciência, à pesquisa, à educação e à saúde pública. Destaca ainda a ausência de políticas públicas que de fato garantam emprego e renda aos trabalhadores e a total falta de harmonia no enfrentamento à pandemia, com o governo central atuando de um jeito e estados e municípios de outro. Ressalta ainda, no âmbito local, preocupação com a falta de medidas unificadas entre o Estado de Goiás e os municípios. “É perceptível que após a flexibilização das atividades decretada pelo governador Ronaldo Caiado o número de casos da Covid-19 e de mortos aumentou”.

Na nota o Fórum enfatiza ainda sua extrema preocupação com a militarização do Ministério da Saúde e com a falta de técnicos que de fato tenham os conhecimentos necessários na área da saúde para fazer o enfrentamento adequado da pandemia.

O Fórum também reivindica a manutenção da Auxílio Emergencial de R$ 600 até o fim da pandemia, sem que este valor seja reduzido.

Por fim, “por acreditar que não há mais condições mínimas de governabilidade, o Fórum Goiano em Defesa dos Direitos, da Democracia e da Soberania se manifesta favoravelmente ao impeachment do presidente Jair Bolsonaro”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here