Editorial | Nos reinventando

0
334
Foto: Internet

A pandemia de covid-19 nos deixou claro que nada será como antes em todos os aspectos de nossas vidas. A experiência de ter um vírus que pode nos matar ou tirar para sempre de nossas vidas pessoas importantes que nos cercam deixou a maioria das pessoas mais ansiosa, mais reclusa, menos tátil.

Por outro lado, nos reinventamos. Algumas categorias descobriram que podem trabalhar de casa, com certa organização. Com isso, evitamos o contágio nosso e de outras categorias profissionais que precisaram trabalhar para enfrentar o coronavírus. Agora, com o início da flexibilização e a volta ao trabalho, todo cuidado será necessário para não adoecer física, mental e espiritualmente. Não pegar a doença, não ficar paranoico nem discriminar quem já teve covid-19.

Tivemos a oportunidade de descobrir melhor nossos lares e famílias. Descobrir o prazer da convivência diária, mas ao mesmo tempo, de descobrir que aumentou a violência doméstica e familiar em tempos de pandemia e que todos podemos denunciar e lutar juntos contra ela.

As aulas virtuais saltaram dos cursinhos esporádicos para a necessidade diária da educação infantil até as universidades. Podem ter vindo para ficar em alguns casos. Cursos profissionalizantes foram reforçados e vivem o auge de alunos matriculados. Ocupar-se estudando diminui a ansiedade e acaba com o marasmo.

Pudemos conhecer melhor nossos líderes. Saber quem zela pela vida da população e quem está preocupado apenas com outras coisas. E aprendemos empatia. Nunca a dor do outro nos doeu tanto. Foram milhares de mortos no Brasil. E suas histórias são acompanhadas em tempo real na internet e meios de comunicação. Um país de luto. Um país em luta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here