InformaSUS da UFSCar publica cartilha sobre o Coronavírus em línguas indígenas

0
339
Foto: BBC

O InformaSUS, atividade de extensão da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) que promove a disseminação de informações sobre o novo Coronavírus, divulgou em seu site mais dois materiais relacionados à temática. Um deles é uma cartilha sobre a pandemia traduzida, pela primeira vez, para línguas indígenas do Rio Negro; o outro apresenta entrevista exclusiva com o professor Eduardo Pinto e Silva, do Departamento de Educação (DEd) da UFSCar, sobre os aspectos gerais do desgaste no trabalho, como a precarização e a intensificação das jornadas.

O objetivo dos conteúdos é esclarecer sobre a pandemia da Covid-19, além de alertar, ajudar e fortalecer determinados segmentos sociais que são mais afetados pela doença, dentre eles, idosos, crianças, pessoas com deficiências, trabalhadores e indígenas.

A cartilha “Coronavírus (Covid-19). Tome cuidado, parente!” é um trabalho publicado pelo Instituto Socioambiental (ISA), com a intenção de apoiar ações de informação e comunicação junto aos povos indígenas do Rio Negro, que vêm sendo realizadas pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus da Prefeitura de São Gabriel da Cachoeira, no interior do Amazonas. O guia, elaborado originalmente em Português, foi traduzido para as línguas Baniwa, Nheengatu, Tukano, Dâw e Hupdá e é o primeiro material publicado em línguas indígenas sobre o tema.

Com linguagem acessível e muitas ilustrações, a cartilha aborda o novo vírus, formas de contágio, sintomas, medidas protetivas e grupos de risco. Também tem orientações sobre a necessidade do distanciamento social e alertas sobre fake news disseminadas, principalmente, por aplicativos de mensagens. A cartilha e suas traduções podem ser acessadas no site do InformaSUS (https://bit.ly/3cOtB93).

Já na entrevista sobre o desgaste no trabalho durante a pandemia, o professor Eduardo Pinto e Silva destaca como modelos de gestão pautados pela quantificação de metas dificultam a qualidade do trabalho e tornam o trabalhador vulnerável ao sofrimento, estresse e adoecimento. Tendências que se intensificam no mundo marcado pela pandemia. O conteúdo está disponível neste link (https://bit.ly/3f3mwmw) e também no canal do InformaSUS no Youtube (https://bit.ly/3f7vi32).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here