Editorial | O novo normal

0
494
Crédito: Marish/Shitterstock

Ainda sem saber o dia em que vai ocorrer a eleição deste ano, pré-candidatos se movimentam pelas redes sociais, principalmente, para traçar planos, fortalecer seus nomes e apresentar propostas ao eleitorado que este ano não vai receber abraços nem apertos de mão. Em meio à pandemia de coronavírus e aos números crescentes de infectados e de mortos, toda rotina teve de ser reinventada em todo o mundo. É o novo normal e já é visto com naturalidade por quem não pretende perder tempo.

O uso da tecnologia tem facilitado quem precisa assistir aula, quem precisa se reunir com equipes de trabalho, quem quer manter o contato com a família, e agora, com quem está em pré-campanha. Os partidos começaram a se movimentar na escolha dos précandidatos e o eleitorado, até pelo fato de estar mais recluso por causa da pandemia, deve estar mais atento e interessado em ouvir as propostas. Novos tempos.

E segue assim no novo normal nas administrações públicas. Em Aparecida de Goiânia, por exemplo, a prefeitura tem inaugurado virtualmente suas obras para evitar aglomerações e a disseminação do coronavírus. Em Goiânia, a reabertura do comércio vai seguir regras rígidas a partir desta segunda. É uma reivindicação da categoria que parou há 3 meses e que ressurge na esperança de recuperar parte dos prejuízos, mas ciente dos riscos que corre com a medida. Regras sanitárias rígidas vão nortear essa reabertura.

Regras rígidas também na reabertura do turismo em Caldas Novas. Hotéis, restaurantes e parques aquáticos vão retornar em julho. O Sesi criou um manual, disponível por meio digital, para orientar empresas em planos de retorno e aumento gradual e seguro das atividades.

O que ninguém pode esquecer é que ainda estamos no meio da pandemia de covid-19. Todo cuidado é pouco. Basta acompanhar os boletins divulgados pelas autoridades da Saúde. Cresce a cada dia o número de infectados e de mortos em Goiás por conta do coronavírus. Se for sair, use máscara, álcool em gel e pratique o distanciamento social. Se puder, fique em casa. Este é o novo normal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here