Governo e OVG incentivam o aleitamento materno

0
210

O mês de agosto tornou-se simbólico na promoção do aleitamento materno. Em Goiás, esse gesto de amor e proteção é incentivado pelo Governo do Estado, em todos os meses do ano, por meio do Programa Meninas de Luz. A inciativa, desenvolvida pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), orienta adolescentes e jovens gestantes, em situação de vulnerabilidade social, sobre a importância da amamentação para a saúde física e psicológica do bebê.

Em palestras e rodas de bate-papo, as grávidas recebem informações sobre os benefícios do aleitamento e como tornar esse momento mais especial e prazeroso. As orientações são repassadas por uma equipe multiprofissional, que reforça a importância da rotina diária para a promoção da interação entre mãe e filho.

A psicóloga Cristiane Ferreira Sacconi, do Programa Meninas de Luz, diz que pesquisas apontam que a amamentação é o principal benefício psicológico para a formação da personalidade do bebê. “O aleitamento materno cria um vínculo psicológico que faz o bebê se sentir seguro. É um momento em que ele é aconchegado, há uma troca de olhares e de cheiros, além do toque. Isso faz com que bebê se torne uma pessoa mais equilibrada emocionalmente”, afirma.

Já Lohanne Castro, nutricionista na OVG, ressalta que o leite materno aumenta a imunidade do bebê, sendo considerado “ouro” na alimentação infantil, porque possui todos os nutrientes necessários ao desenvolvimento da criança em quantidade e forma certas, adequados à imaturidade de seu sistema gastrointestinal. Além disso, é de graça, sempre pronto em qualquer hora e lugar, na temperatura ideal, e não precisa coar, ferver nem esfriar.” Segundo a nutricionista, no Meninas de Luz, as jovens mães também aprendem que amamentar reduz o risco de câncer de mama e ovário e reduz o risco de hipertensão.

O programa oferece ainda atenção especial à saúde bucal dos recém-nascidos. A odontopediatra Silvia Spechoto explica que o movimento de sucção que os bebês fazem durante a amamentação é essencial na formação de sua arcada dentária. “A posição dos dentes e do maxilar podem alterar neste período, e a amamentação auxilia para que os dentes nasçam na posição correta.”

Oportunidade

O objetivo de Laura Cristina Chaves Ferreira, 20 anos, é amamentar seu filho Asafe Chaves Ferreira, de cinco meses, até ele completar 2 anos de vida, marca recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Atendida pelo Meninas de Luz, ela acredita que essa seja uma forma de agradecer a oportunidade dos conhecimentos que ganhou e de garantir a saúde do filho. “Sou muito agradecida ao programa porque a equipe me ensinou que o aleitamento materno é rico e essencial na vida dos nossos filhos. São tantos os benefícios”, comenta.

O Programa Meninas de Luz apoia e oferece suporte às jovens mães até as crianças completarem um ano de vida. A diretora-geral da OVG, Adryanna Melo Caiado, destaca que é criado um forte vínculo entre os integrantes da equipe e as jovens atendidas. “Muitas mantêm contato conosco e, cerca de 90%, nos informam que continuam amamentando os filhos depois que eles completam o primeiro ano de vida. Elas nos encaminham fotos desse momento tão especial. Isso comprova um reconhecimento do nosso trabalho na atenção à mãe e à criança.”

A presidente de honra da OVG e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, reforça que amamentação é uma forma de garantir a segurança alimentar dos recém-nascidos. “O leite materno é um recurso natural capaz de preservar e melhorar a saúde, que está disponível para todas as mães, independente da classe social. É um dos pilares da vida, por isso fazemos questão de incentivar as jovens gestantes e mães”, frisa Gracinha Caiado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here