Regras de etiqueta para crianças

0
189
Foto: Internet

Quem nunca reparou naquela criança birrenta, que grita e até dá tapinhas nos pais quando é contrariada? Ou naquela extremamente mimada que só come ou dorme se alguém estiver por perto? E aquelas que nunca recolhem os próprios brinquedos? Bom, ter crianças na vida da gente é uma bênção, sinal de alegria e continuação, de realização, mas isso é possível se elas forem bem orientadas, com exemplos, amor, dedicação e limites, com o cuidado de alguém que está em formação.

Pode parecer antiquado falar sobre as regras de etiqueta em pleno século XXI, mas algumas regras mais básicas podem ser ensinadas na infância e vão acompanhar as pessoas pelo resto da vida. Criança bem educada tem um desenvolvimento mais saudável e eficiente em casa, na escola, na vida. Veja alguns exemplos:

Saudações

As crianças devem ser sempre incentivadas a cumprimentar as pessoas com quem convive. Desejar bom dia, boa tarde, boa noite é sinal de educação e respeito.

Obrigado, por favor.

“Obrigado” e “por favor” devem ser palavras muito presentes no vocabulário das crianças. Este é um hábito que tem de ser adquirido desde cedo para que de pois se verifique no futuro. Ao negar algo, deve-se sempre dizer “não, obrigado”.

Boca fechada

Comer de boca fechada é uma missão complicada para os mais novos, mas também é uma lição que se aprende para a vida. Ninguém gosta de olhar alguém que come com a boa aberta, não é mesmo?

Uso de talheres

É na infância também que as crianças aprendem a utilizar corretamente talheres e algumas regrinhas básicas como não levar a faca à boca, não chupar a sopa na colher e nem “matar” a comida com o garfo. A faca serve exclusivamente para cortar, e não rasgar, os alimentos. E o garfo para levar suavemente a comida até a boca.

Pronto a ajudar

Ajudar alguém na rua tem tanto de altruísta como de raro. Isto acontece porque as crianças geralmente ouvem que não dão conta disso ou daquilo, mas são capazes, se estimuladas, a ajudar desde cedo as pessoas que precisam de ajuda por exemplo, por quem deixou algo cair no chão.

Saber tossir

Muitas pessoas ainda tossem para o vazio e não se preocupam com um possível contágio. Agora, em tempo de pandemia, isso ficou ainda mais latente. As crianças devem aprender desde cedo a tossir em direção ao antebraço para impedir que outra pessoa fique com o vírus. As mãos nunca devem conter o espirro, porque estão em contato com muita coisa. Agora, com o uso de máscaras quando saem de casa, devemos orientá-las a pedir para trocar de máscara após o espirro.

Postura

Os problemas de postura são transversais à maioria dos adolescentes. Este problema afeta a saúde, mas também a boa educação. Enquanto criança é muito mais fácil adotar uma postura correta do que em adulto.

Respeitar limitações

Crianças refletem aqui que aprendem e vivenciam em casa. É importante que as crianças não discriminem outras por serem diferentes dela por raça, cor, credo ou devido a limitações físicas ou mentais. Ensinar o valor do respeito é uma das principais e mais importantes lições para passarmos aos nossos filhos. Não rir das diferenças é regra importante da etiqueta social.

Respeito ao gênero

A violência familiar e doméstica é resultado do desrespeito de gênero. Ensinar as crianças o respeito ao gênero é trabalhar a cultura da paz nos lares, nas escolas, na sociedade. Ensinar que o menino precisa respeitar a menina e que a menina precisa respeitar o menino. Que os dois precisam caminhar juntos garante uma socie uma sociedade mais justa e fraterna.

Uso de bonés e celulares

Cada dia mais comuns na vida das crianças, os celulares devem ser deixados de lado na maioria das horas onde há convívio social. Não utilizá-lo em salas de aula, enquanto conversa ou brinca com amigos e familiares e nunca, à mesa de refeições. A mesma regra vale para bonés. Devem ser tirados ao entrar em igrejas, salas de aula e na hora das refeições.

Birras

Crianças tendem a dar birras para conseguir algo dos pais. É como se fosse um jogo de recompensas. Paro de chorar e de espernear se eu ganhar tal coisa. Portanto, nunca ceda. E não se exceda! Converse com a criança e explique que a conduta é inadequada. Explique que ela vai ganhar o que pede em determinada data especial ou que não vai ganhar, se não tiver condição de dar o que ela pede. Crianças entendem limitações. É um exercício diário. Portanto, essa última regra de etiqueta é para os pais: não mimem seus filhos. É possível educá-los de forma correta e saudável. Dê limites! Todo mundo admira crianças educadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here