Inscrição ao prêmio Goiás do Futuro está aberta

0
497

Sensível ao atual cenário e entendendo a importância que a cidade de Goiás, berço da cultura goiana e Patrimônio Mundial da Humanidade, representa para o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica), o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Cultura (Secult Goiás), criou, nesta edição do 21º Fica, o prêmio “Goiás do Futuro”, pensado especialmente para o município.

Com a impossibilidade de realizar presencialmente a 21ª edição do festival, seguindo os protocolos propostos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e autoridades locais, o Fica 2020 ocorrerá no período de 16 a 21 de novembro, em novo formato, totalmente virtual, em razão da pandemia provocada pela Covid-19, porém, priorizando a qualidade e os preceitos básicos que referencia o evento, que é cinema e meio ambiente.

Para o governo, o prêmio “Goiás do Futuro” é uma maneira de voltar os olhos para a histórica Vila Boa, que foi palco das 20 edições do evento, e para onde ele deverá retornar em 2021, após a passagem do coronavirus.

O principal objetivo da iniciativa é contribuir com a geração de renda na cidade e alavancar o turismo na região, com ideias que visem tornar Goiás mais sustentável e inovadora. A proposta também tem como o intuito, mesmo que virtualmente, manter o vínculo do Fica com a cidade de Goiás, sua eterna casa.

As inscrições para o prêmio “Goiás do Futuro” estarão abertas no período de 23 de setembro a 23 de outubro, e podem ser feitas por meio do preenchimento de ficha de inscrição eletrônica no site do festival: www.fica.go.gov.br, onde o regulamento já está disponível. Pode concorrer a premiação somente os cidadãos vilaboenses e aqueles que residem no município ha mais de dois anos.

Para o certame, serão aceitos projetos que visem soluções sustentáveis para a cidade de Goiás, refletindo sobre seus problemas e propondo sugestões para uma melhor qualidade de vida da população local.

As propostas devem ter como foco tornar o município mais inovador e sustentável, abordando temas como: Cidades inteligentes, agroecologia, revitalização do espaço urbano e outros. É importante que as propostas levem em conta aspectos de desenvolvimento econômico da região, aliando sustentabilidade ambiental à geração de renda para a população local.

A seleção das obras desse prêmio será composto por um júri de três membros, sendo dois servidores indicados pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás – Semad/GO, e um servidor indicado pela Secretaria de Desenvolvimento e Inovação – SediI/GO. Aos vencedores serão distribuídos prêmios para o 1º lugar, no valor de R$ 5 mil; 2º lugar, R$ 3 mil, e ao 3º lugar, o valor de R$ 2 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here