Geradores do HGG ganham nova arte do grafiteiro Binei

0
183
Foto: Lucas Dellamare/Idtech

Conhecido como uma das maiores e mais completas galerias de arte do Estado, o Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG encanta pacientes, acompanhantes e colaboradores por todos os cantos, por meio de exposições de arte permanentes. Assinadas por artistas de renome, as obras são responsáveis por alegrar e embelezar os ambientes, como as enfermarias, escadas e corredores administrativos, além da Galeria Juca de Lima, no quinto andar do hospital do Governo de Goiás.

Desta vez, o destaque fica por conta do artista Binei, que usa o grafite para transformar objetos do cotidiano em obras de arte. Ele é o responsável por dar vida aos geradores de energia do HGG, localizados ao lado do Jardim da Solistência, sobre a laje, de onde podem ser admirados pelos usuários do hospital.

Esta é a segunda vez que Binei realiza a intervenção nos geradores. Segundo ele, poder levar arte a lugares pouco comuns é algo que faz com que a cultura chegue a ainda mais pessoas. “Quando fui convidado a realizar esse trabalho, o encarei como um desafio. São dois geradores que ficam ao lado do jardim do hospital e que, por serem de metal, não ficavam tão harmônicos naquele ambiente”, conta.

“Como esse maquinário é essencial para o funcionamento do HGG, aplicamos nele um grafite colorido para harmonizar o espaço. Particularmente, adoro transformar o olhar das pessoas, principalmente quando se trata de algo que, por si só, não tem tanta beleza”, comenta ainda Binei.

Toda a diferença

Para os usuários do hospital, esse tipo de iniciativa faz toda a diferença. Omar Santos, de 28 anos, está internado há seis dias, para tratar de uma hérnia de hiato. De acordo com ele, hospitais costumavam ser lugares ruins, com ambientes pesados e que faziam com que se sentisse pouco à vontade, mas, no HGG, sua concepção mudou.

“Toda experiência que eu havia tido com hospital até hoje não tinha sido muito boa. Em alguns, a gente espera por tempo demais, em outros, a gente é mal atendido, mas aqui não teve nada disso, todo o atendimento, todos os funcionários, tudo está sendo maravilhoso”, relata Omar.

Depois de se instalar durante a internação, a surpresa aumentou. “Quando eu entrei mesmo, pra ser internado e vir aqui pro quarto, me deparei com vários quadros pelos corredores, coisa que já me chamou a atenção, porque eu nunca tinha visto isso em hospital”, revela o paciente.

“A primeira coisa que pensei, foi: ‘que coisa linda, como é descontraído’. E agora, olhando pela janela do quarto, vejo esse maquinário ganhando vida com essas cores tão bonitas ali em baixo. Quem dera se todo hospital fosse desse jeito, porque nem parece hospital, parece um lugar feito para aliviar a cabeça. Isso faz toda a diferença pra nós, que estamos aqui doentes. Ajuda demais”, acrescenta Omar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here