Governo de Goiás quer financiar acesso à Internet para estudantes e professores da rede estadual 

0
309
Foto: Divulgação

O Governo de Goiás publicou nesta quarta-feira, 2, um chamamento público para credenciamento de operadoras de acesso a Internet móvel. O objetivo é financiar o acesso de estudantes e professores da rede estadual de ensino a conteúdos pedagógicos online.

Como explicou o superintendente de Tecnologia da Secretaria de Estado de Educação de Goiás (Seduc), Pedro Figueiredo, o chamamento tem o objetivo de contratar todas as operadoras de telefonia de Goiás – Vivo, Tim, Oi, Claro e Algar – para fornecerem dados móveis aos estudantes e professores da rede estadual no acesso ao aplicativo NetEscola, da Seduc.

No aplicativo, a Seduc publica conteúdos didáticos, atividades e videoaulas produzidos pelos professores da rede estadual de ensino, além de links para sites noticiosos e educativos.

Cobrança reversa

Em um sistema de cobrança reversa, a fatura referente ao uso de dados no aplicativo será paga pelo Governo de Goiás. Dessa forma, os estudantes e professores poderão estudar e preparar suas aulas pelo aplicativo gratuitamente.

O acesso gratuito aos conteúdos do NetEscola é uma das formas encontradas pelo Governo de Goiás de aumentar o alcance do ensino remoto e de combater a evasão escolar no Regime Especial de Aulas Não Presenciais (Reanp).

De acordo com o superintendente, todas as operadoras precisam atender ao chamamento para que o projeto dê certo, devido à grande demanda. A rede estadual de ensino possui 530 mil estudantes e 27.756 professores.

Doação de celulares

Outro projeto voltado à popularização do acesso à Internet nas aulas não presenciais é a doação de smartphones e chips de Internet. Mais de 1.000 estudantes que não tinham acesso à rede e 100 professores que se destacaram no Reanp receberam os equipamentos.

Os celulares e chips são oriundos de ações de combate ao contrabando e ao descaminho, realizadas pela Receita Federal em Goiás. É também fruto de uma parceria, firmada com a empresa Vecto Mobile.

Ajuda de custo para profissionais da Educação

Como forma de valorizar e auxiliar os profissionais da Educação, que tiveram custos extras com aquisição de equipamentos e aumento do uso de dados de Internet durante o Reanp, o Governo de Goiás vai pagar uma ajuda de custo a todos os servidores da Seduc em dezembro deste ano.

Servidores efetivos, comissionados e contratos temporários da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vão receber um valor proporcional aos meses trabalhados em 2020 e à carga horária de cada um.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here