Filarmônica apresenta instrumentos clássicos em evento online

0
602
Foto: Rafaella Pessoa

 

Mostrar ao público leigo os distintos instrumentos que compõem uma orquestra. Esse é o objetivo do encontro virtual “Que Instrumento é Esse?”, que faz parte da série Encontros, realizada durante todo o mês de fevereiro pela Orquestra Filarmônica de Goiás (OFG).

O primeiro de quatro episódios será apresentado nesta quarta-feira (10/02), às 19h30, de forma remota. Os músicos Freddy Portilho e Cleverson Cremer são os convidados da noite para apresentar ao público dois importantes instrumentos da orquestra: o violino e a viola. Durante a conversa, os internautas terão a chance de conhecer melhor essas ferramentas musicais, suas características, história e som.

Na sexta-feira (12), às 19h30, será a vez dos músicos Emerson Nazario e Lyubomir Popov. Eles farão uma apresentação didática e descontraída sobre o violoncelo e o contrabaixo. As transmissões serão gratuitas pelo Facebook, Instagram e YouTube da OFG. Não há restrição de idade.

Leonardo Caire, músico da OFG, é um dos responsáveis pela atividade e destaca que a série possibilita a familiarização do público com instrumentos pouco usuais no cotidiano. “As pessoas estão mais próximas, geralmente, do violão e da guitarra. Essa é uma oportunidade melhor para o público conhecer o violino, o violoncelo e outros instrumentos presentes na orquestra”, avalia.

Na próxima semana, os músicos Paul Menezes e Patrick Viglioni apresentam as características da flauta e da clarineta, no dia 17 de fevereiro. No dia 19, Thiago Leite e Alan Davidson falam sobre o oboé e o fagote.

Reflexão e debate

A apresentação didática “Que Instrumento É Esse?”, é a segunda etapa da série Encontros, que conta com mais dois tipos de atividades: o Café Musical e o Em Foco. A série teve início na semana passada com a programação do Café Musical.

Em uma conversa descontraída, convidados especiais instigaram a reflexão sobre o papel da música no nosso cotidiano e junto a outras áreas do conhecimento. No dia 3, o professor Felipe Valoz falou sobre música e literatura. No dia 5, a relação da música com o cinema foi tratada pelo professor Lisandro Nogueira.

Fechando a programação do mês de fevereiro, o Em Foco vai debater temas relevantes para a sociedade, com destaque para a saúde.

Série

A série Encontros marca a retomada das atividades da Orquestra Filarmônica de Goiás. No final de dezembro do ano passado, o Governo de Goiás garantiu a recontratação dos 49 músicos, por meio de um contrato emergencial. Uma ação determinada pelo governador Ronaldo Caiado, coordenada pela Secretaria-Geral da Governadoria (SGG) e que teve participação direta da Secretaria de Cultura (Secult) e da  Goiás Turismo, com apoio da Casa Civil, Controladoria Geral do Estado, e secretarias de Administração (Sead), Economia e de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Sedi).

A medida foi necessária após a exoneração dos artistas, recomendada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em outubro de 2020. O contrato, elaborado e assinado em tempo recorde, mostra que projetos estruturados, com funções definitivas e foco, tornam o serviço público mais eficaz na entrega de resultados para a população.

“Com a persistência de todos os envolvidos, conseguimos concluir, antes do fim do ano, todo o processo de contratação dos músicos, que agora terão por seis meses a garantia de salário, até que, de forma prudente e adequada, sejam incorporados pela OS que deverá gerir o corpo sinfônico”, afirma o secretário da SGG, Adriano da Rocha Lima.

O contrato emergencial que restabeleceu as condições de trabalho prevê que os músicos gravem, mensalmente, vídeos educacionais e participem de workshops. “O encontro virtual é uma forma de contornar as restrições impostas pela pandemia, que impossibilitam o encontro presencial com o público por meio dos concertos. A ideia é oferecer um material educativo e entretenimento de qualidade”, diz o músico Leonardo Caire.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here