Governador anuncia mais leitos de UTI e enfermaria em Senador Canedo

0
490

 

O governador Ronaldo Caiado anunciou, nesta quinta-feira (11/2), a abertura de mais leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria no Hospital de Enfrentamento à Covid-19 de Senador Canedo, a partir desta sexta-feira (12/02), às 7h30. “Não paramos um minuto”, salientou o governador.

Ao todo serão 11 vagas em UTI e 20 enfermaria na unidade conveniada pelo Estado com a prefeitura daquele município. O anúncio se deu durante a solenidade de posse dos novos dirigentes das Polícias Civil e Penal, bem como o novo subsecretário, o superintendente de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado e o chefe de gabinete, todos no âmbito da SSP-GO.

“Estamos passando por uma segunda onda da pandemia, com 92% dos leitos ocupados ontem à noite”, comentou o governador, que citou o caso do vereador Cabo Senna. O parlamentar por Goiânia perdeu a mãe e um irmão para a Covid-19 em um intervalo de menos de quatro horas. O pai do vereador, e um outro irmão também estão internados em UTIs na capital. “Meus pêsames e sentimentos em nome do povo goiano”, lamentou o governador.

O governador comentou que, na última conversa com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e Airton Antônio Soligo, o Cascavel, considerado “o segundo homem” da pasta, discutiu a possibilidade de liberar doses para a segunda etapa da imunização.

Também frisou que, a partir do momento em que todos os profissionais que atuam na linha de frente no combate à Covid-19 foram vacinados, o único critério que irá prevalecer de agora em diante será o de faixa etária. “Vamos chegar até os 85 anos, uma faixa que já nos traz um pouco de melhoria na incidência de letalidade e complicações. Mas sabemos que essas pessoas só terão imunidade daqui 45 dias depois da segunda dose”, completou.

Ainda de acordo com Caiado, no momento em que se tiver do Instituto Butantã e da Fiocruz a garantia de que a produção da vacina será repassada semanalmente aos Estados, não será preciso manter estoque para a segunda dose. “Ao invés de fazermos a metade [de imunização em relação ao número de vacinas], chegaremos à totalidade”, explicou.

Caiado pontuou que cuidar da vida das pessoas tem sido sua “principal luta” desde que chegou ao Governo do Estado e que a vacinação, neste contexto, é a prioridade número um. “Vocês não imaginam minha alegria ontem ao ver as pessoas idosas tendo a chance de ter a vacina, emocionadas, agradecidas. Parece que aquilo era a ressurreição delas, ao terem a oportunidade de receberem a vacina. Isso que é governar, ter preocupação com a vida das pessoas mais vulneráveis do Estado de Goiás”, completou o governador.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here