Goiânia mostra ações eficientes de enfrentamento à pandemia

0
190

Prefeitura de Goiânia deve fazer reunião que definirá o novo decreto com protocolos sanitários contra pandemia nesta segunda-feira, 22. No domingo, 21, foi divulgado prestação de contas enumerando medidas adotadas pela capital e argumentando que estas já são mais rígidas do que na maioria dos municípios de Goiás.

O comunicado da Secretaria de Saúde de Goiânia comparada às recomendações descritas nas notas técnicas estaduais com a atuação situação de Goiânia. E segundo a prestação, será adotado mais ações de prevenção, imunização, fiscalização e ajuda a famílias de baixa renda.

Prestação de contas da prefeitura de Goiânia:

A Prefeitura de Goiânia reconhece a gravidade que o cenário pandêmico impõe, por isso executa ações firmes de proteção à população. Por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a atual gestão já abriu 59 leitos de UTI para covid-19 e planeja injetar mais oito já no início da semana. Além disso, aplicou quase 74 mil doses de vacinas contra o coronavírus, além de promover a testagem de mais 21 mil pessoas somente em 2021.

As medidas dotadas pela capital são, por si só, mais duras que a maioria dos municípios, especialmente comparadas às recomendações descritas nas notas técnicas estaduais. Entre elas, o fechamento de bares e restaurantes a partir das 23 horas, bem como o funcionamento de academias e quadras esportivas com 30% da capacidade, enquanto a determinação é de que o limite seja de 50%.

O município também abriu, neste ano, 52 novos leitos de UTI para atender pacientes com covid-19. Antecipando-se ao aumento da demanda previsto pelo aumento dos casos, mais oito serão abertos nesta segunda-feira (22/2), mantendo a taxa de ocupação abaixo da média dos demais municípios. A segurança no atendimento hospitalar permite a estabilidade de ocupação, além do suporte a pacientes advindos de outras cidades.

A ocupação corresponde a 40% das internações registradas entre 28 de janeiro e 18 de fevereiro, incluindo 35 leitos para atender aos pacientes de Manaus. Contudo, a proteção à população começa pela prevenção, por isso, a SMS já realizou 127.379 testagens para a covid-19. “As ações demonstram a importância de mantermos o controle de pessoas assintomáticas para tiramos de circulação, diminuindo o  contágio”, explica o secretário municipal de Saúde, Durval Pedroso.

Equipes da Vigilância Sanitária realizaram, desde 27 de janeiro, a fiscalização de 488 estabelecimentos, dentre os quais 130 foram autuados e fechados. “As fiscalizações ocorreram em diferentes regiões, focando na dissipação de aglomerações, demais protocolos de prevenção e observância do horário de funcionamento de locais com vendas de bebidas alcoólicas”, explicou Durval Pedroso.

A eficiência das ações também se mostra no balanço da vacinação. Até o momento, 73.953 doses foram aplicadas, entre profissionais de saúde e idosos em grupos específicos – acamados com mais de 60 anos, institucionalizados e a partir de 84 anos. A expectativa é de que mais doses sejam recebidas nos próximos dias, ampliando a proteção de maior parcela da população.

O enfrentamento à pandemia também inclui ajuda às famílias que estão em situação de vulnerabilidade social. As ações passam pela implantação do IPTU Social e pelo programa Renda Família.

Mais de 50 mil famílias de Goiânia podem ser beneficiadas pela isenção do pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), em 2021. Pessoas que moram em imóveis com valor venal de até R$ 60 mil foram liberadas de pagar o imposto e quem reside em imóveis avaliados entre R$ 60 mil e R$ 100 mil pode se inscrever no site da Prefeitura de Goiânia para ter a taxa suspensa.

Já a programa Renda Família será lançado nesta segunda-feira (22/2) pelo prefeito Rogério Cruz. Será o 1º programa de transferência de renda da história de Goiânia e deve beneficiar cerca de 24 mil famílias mais vulnerabilizadas pela pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here