Ex-governador de Goiás Helenês Cândido morre com Covid-19

0
312

O ex-governador de Goiás Helenês Cândido, de 86 anos, morreu de Covid-19, na noite de quarta-feira (17), quando estava sendo transferido de ambulância para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Caldas Novas, na região sul de Goiás. Segundo a família, ele aguardava pela vaga há três dias.

Político morreu dentro de ambulância, a caminho de Caldas Novas, onde seria internado em um leito com suporte para hemodiálise. Aos 86 anos, Helenês deixa esposa e dois filhos. Segundo a família, o corpo do político será enterrado, às 10h desta quinta-feira, no Cemitério São Miguel, em Morrinhos, cidade onde nasceu.

A Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), onde o político foi presidente em 1997, decretou luto oficial por três dias.

Covid-19

Helenês testou positivo para a Covid-19 no início de março, junto com a esposa, Lila Morais. Assim que diagnosticados, os dois foram internados em um hospital particular em Goiânia. Após uma semana, apresentaram melhora e receberam alta.

No entanto, na última sexta-feira (12), o ex-governador voltou a apresentar sintomas e precisou ser internado novamente. Ele ficou internado em uma semi-UTI no Hospital de Campanha (HCamp) em Santa Helena de Goiás. No último domingo (14), o quadro dele se agravou e ele precisou ser transferido para uma UTI completa, com suporte para hemodiálise. Porém, a vaga só foi disponibilizada na tarde de quarta-feira, no Hospital e Maternidade Nossa Senhora Aparecida, em Caldas Novas.

Trajetória

Helenês nasceu em Morrinhos, em 5 de janeiro de 1935. Era advogado, formado pela Faculdade de Direito de Uberlândia. Foi prefeito de Morrinhos por quatro anos, deputado estadual por três mandatos e governador de Goiás de 1998 a 1999. Em 2000 e 2001 foi presidente estadual do MDB, onde permaneceu até o final de sua vida pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here