ANAC autoriza a construção de heliponto no Antares Pólo Aeronáutico

0
491
Foto: Divulgação

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) autorizou o Antares Pólo Aeronáutico a construir um heliponto, no empreendimento situado na região metropolitana de Goiânia, na cidade de Aparecida de Goiânia. O Helicentro Antares Aeroporto Executivo vai complementar a conectividade do pólo aeronáutico que começa a ser erguido no primeiro semestre deste ano, em maio, e vai contar com uma pista de pouso de 1.800 metros.

“Estamos muito contentes com essa autorização, pois vamos poder oferecer maior conectividade ao Polo Aeronáutico com a combinação de pista de pouso para aeronaves de asa fixa e um heliponto para as de asas rotativas”, disse Rodrigo Neiva, Diretor Comercial do Antares.

Com 30% dos lotes disponíveis comercializados já na fase de pré-lançamento, o Antares Pólo Aeronáutico vai ser construído em cinco fases. A estrutura de apoio e a pista ficarão prontos em 2024. As obras iniciam no primeiro semestre, após findar o período chuvoso.

A pista do Antares poderá receber todos os modelos de aviação geral, jatos executivos, monomotores, bimotores, até o Gulfstream 650.  Já adquiriram lotes no Antares empresas como Quick Aviação, Fênix Aviação Agrícola Cunha, H.Egídio Group, Sementes Santa Fé, Grupo Tecnoseg e Andreia Dourado.

O empreendimento vai ocupar uma área de 209 hectares e deve atrair empresas de táxi aéreo, serviço aeromédico, manutenção, hangaragem, escolas para formação de pilotos e estrutura de apoio, com comércio, restaurantes e hotel. A expectativa é atrair também indústrias, em especial fábrica de peças aeronáuticas, turbinas e motores para aviação, entre vários outros. Além de empresas voltadas para o segmento de logística.

O Centro-Oeste concentra grande parte da movimentação da aviação executiva no Brasil e o Antares quer absorver parte dos 63 mil pousos e decolagens realizados na região todos os anos.

O Grupo Empreendedor responsável pelo Antares inclui as empresas Tropical Urbanismo, Innovar Construtora, CMC Engenharia, BCI Empreendimentos e Participações e RC Bastos Participações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here