Frente Parlamentar se reúne para planejar lançamento de Campanha Solidária

0
301

Em live realizada nessa terça-feira, 30, o vereador Mauro Rubem (PT) presidiu o encontro da Frente Parlamentar Vacina Já. Durante a reunião, ele apresentou um balanço da quantidade de vacinas aplicadas pela Secretaria de Saúde, em Goiânia, e explicou sobre a campanha solidariedade e cultura, de arrecadação de cestas e produtos de higiene para doação a pessoas necessitadas, que terá o apoio da Federação de Comércio, do Sesi, da Usinas do bem e da Universidade Federal de Goiás (UFG). Para ele, é necessário intensificar as arrecadações com os parceiros.

A vice-presidente da Frente, vereadora Aava Santiago (PSDB), ressaltou que a UFG aceitou ser parceira da Câmara Municipal de Goiânia. “Com esse apoio, a Instituição nos permitiu fazer algo de amplo alcance. Poucas instituições tem tanta entrega para a sociedade goianiense e produz tantas soluções. Tenho a honra de ser egressa da UFG. A parceria da UFG com a campanha de arrecadação solidária da Frente Parlamentar nos disponibilizou toda a estrutura da UFG Solidária.” Na próxima terça-feira, 6, será o lançamento da Campanha Solidariedade e Cultura que, para a vereadora, é uma resposta prática para a fome e resposta simbólica, urgente, de que quem defende a ciência sempre foi comprometido com o combate à miséria. Dia 18, haverá uma live de arrecadação.

Para o presidente da Frente, o petista Mauro Rubem, o novo decreto da Prefeitura comete erros ao flexibilizar, depois de duas importantes semanas de isolamento. “Estamos em uma era em que os princípios parecem não ter mais valor, o da solidariedade, da ciência e da pesquisa, da indignação, como se essa fatalidade de mais de 300 mil mortes não fosse nada”.

O epidemiologista João Bosco Siqueira Júnior apresentou dados de casos confirmados por coronavírus, internação em enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e óbitos e reforçou que houve um descompasso entre informações de internação e óbitos. Por isso, ele trabalha com a internação como a principal fonte de informação e relatou o impacto das últimas 4 semanas. Para o médico, ainda não dá para avaliar a eficácia das vacinas, mas tudo indica que tem tido um resultado positivo e terá uma virada importante em abril, com o fornecimento estável de vacinas e a produção pelo Instituto Butantan e pela Fiocruz. O presidente da Frente, Mauro Rubem, por sua vez, irá contatar a o presidente da Iquego, para a produção própria de vacinas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here