Artigo | Home Office: Do preventivo ao Perpétuo

0
1431
Foto: Google

Por Fabio Akiyama

A pandemia, algo que jamais havíamos esperado, vem em nossa direção e modifica todo o nosso dia a dia e estrutura. Transformamos a nossa casa em escola, trabalho, academia e tudo mais que frequentávamos no nosso dia a dia.

Não estávamos preparados para tamanho mudança de maneira inesperada nem nós e nem a nossa casa. Algo que a gente acreditava que fosse durar no máximo três meses, já está caminhando para quase um ano, e pelo que estamos percebendo, pode ser que dure ainda por um bom tempo.

Ciente dessa realidade, muitas empresas estão adotando de maneira permanente o home office, e nessa situação, temos que nos perguntar se estamos preparados para isso.

Como profissional fisioterapeuta, percebo a grande quantidade de pessoas que têm sido vítimas do home office. Isso aconteceu porque boa parte passou a trabalhar mais horas e em um ambiente impróprio. E acabam tendo muitas dores na região lombar, cervical ou cefaleias tensionais que são rebeldes aos tratamentos medicamentosos, além da famosa coluna “travada”.

Percebi que estava em uma batalha injusta, as pessoas passam uma hora por semana comigo, e o resto do tempo em seu posto de trabalho, que muitas vezes é em uma mesa de jantar com uma cadeira de altura inapropriada, e com o computador fora do alcance de seus olhos.

Percebi então que a intervenção terapêutica também deveria ocorrer no “ambiente”. Após isso, comecei a ver que meu trabalho tinha melhores resultados. Antes disso, era como se eu estivesse limpando o peixe jogando-o de volta no aquário sujo.

Cada corpo, posto de trabalho, cada tipo de computador, são únicos e precisam estar de acordo com cada usuário, ou podem causar desarmonias.

Precisamos entender o que precisa ser mudado. As pedras demoram a se adaptar, mas a areia se adapta fácil. Então precisamos descobrir as pedras e pedregulhos e deixar que a areia se adapte.

Foi então que hoje eu trabalho entrando de maneira virtual ou presencial na casa dos meus pacientes e os ajudo a deixar o seu ambiente de home office mais apropriado e menos nocivo para seu corpo. Foi assim que percebi que as dores nas costas e as colunas travadas não tinham mais recaídas.

Se você sente dores nas costas, pescoço ou tem tido dores de cabeça no final do dia, pode ter certeza que seu ambiente está inapropriado para tantas horas em que você fica sentado na sua casa trabalhando.

Hoje estamos propondo ajustes no posto de trabalho e em alguns casos tratamento com alongamentos e exercícios guiados de maneira virtual, para que esse tempo de trabalho seja cada vez mais natural e menos nocivo.

Fábio Akiyama é fisioterapeuta e trabalha com a microfisioterapia, pós-graduando em técnicas osteopáticas e terapia manual, além da formação em osteopatia visceral, posturologia clínica e equilíbrio neuro muscular.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here