João Doria diz que produção da CoronaVac será interrompida a partir deste sábado

0
166

A produção da CoronaVac no Instituto Butantan será interrompida a partir deste sábado (15) por falta de insumos. Foi o que disse à Rádio Bandeirantes o governador João Doria em entrevista exclusiva no “Jornal Gente”. Segundo ele, 10 mil litros do ingrediente farmacêutico ativo aguardam embarque na China há duas semanas.

Doria afirmou que o material está na sede do laboratório Sinovac, em Pequim, e só não foi enviado ainda ao Butantan por questões diplomáticas. De acordo com o governador, o problema foi causado pelas críticas do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Paulo Guedes à China. “O embarque já poderia ter sido feito no final do mês de abril. Dado aos ataques do presidente Jair Bolsonaro, dos filhos do presidente Bolsonaro e do ministro Paulo Guedes, houve um recuo do governo chinês para a liberação do embarque desses 10 mil litros de IFA para o Brasil”.

João Doria disse também que a China já expressou ao próprio ministro Paulo Guedes o desejo de que se faça uma retratação. O governador foi questionado se a posição da China, retendo os insumos de propósito, não estaria impondo uma punição a todo o povo brasileiro. “O governo da China não está punindo a população brasileira. Mais de 55 milhões de vacinas aplicadas nos brasileiros são vacinas com insumos da China. A China está salvando o Brasil, e não matando o Brasil. A China está protegendo a vida de brasileiros”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here