Prefeitura de Goiânia antecipa pagamento dos servidores

0
279
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Goiânia vai antecipar para esta sexta-feira (28) o pagamento dos salários dos servidores, para garantir dinheiro extra no melhor dia para o comércio, o sábado, segundo representantes do setor empresarial. Com a medida, os mais de R$ 255 milhões que seriam injetados na economia na segunda-feira (31) passam a circular na cidade neste final de semana. Por lei, a quitação da folha de pagamento do pessoal ativo e inativo da administração direta, autárquica e fundacional deve ocorrer até o dia 5 do mês subsequente ao trabalhado, mas a prefeitura estabeleceu que em 2021 as remunerações ocorrerão no último dia útil do mês.

A antecipação foi definida pelo prefeito Rogério Cruz como forma de impulsionar as atividades econômicas neste momento de pandemia. “Nada mais justo do que pagar a equipe em dia e, como a atual conjuntura nos permite, antecipar o pagamento. Essa, aliás, é a antecipação da antecipação porque a remuneração dos servidores tem importância extra neste momento de aguda crise econômica provocada pela pandemia do Coronavírus. São mais de R$ 200 milhões circulando na cidade em um momento onde grande parte das empresas retomam as atividades. Isso também contribuiu para a geração de emprego e de renda”, pondera.

Ao todo, a prefeitura pagará R$ 255.145.744,96 para 50.347 profissionais. Os servidores 39.902 ativos respondem pela maior parte desse volume, R$ 195 milhões. O restante, R$ 60,1 milhões, será creditado nas contas de 10.445 aposentados e pensionistas. As próximas remunerações estão previstas para os dias 30 de junho, 30 de julho, 31 de agosto, 30 de setembro, 29 de outubro, 30 de novembro e 24 de dezembro. “É uma injeção de recurso muito importante para o setor empresarial, que só neste mês de maio já pôde contar com a circulação extra de R$ 1,5 milhão por meio do cartão Renda Família, e também mais um esforço do poder público para amparar o setor econômico. Lembrando que o prefeito Rogério Cruz também encaminhou à Câmara um pacote de projetos que vão contribuir muito para a retomada econômica da Capital”, avalia o secretário de Finanças Geraldo Lourenço.

A antecipação dos salários, que vigorava na Prefeitura de Goiânia desde 2005, foi suspensa entre janeiro de 2017 e dezembro de 2018 em decorrência da crise financeira vigente à época. Com déficit mensal médio de R$ 31 milhões, cerca de 1 bilhão em dívidas deixadas por administrações anteriores, além de aproximadamente R$ 30 milhões em salários atrasados, referentes aos serviços prestados em dezembro de 2016 por mais de nove mil servidores da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a remuneração dos funcionários da prefeitura voltou a ser paga dia 5, dentro do prazo legal estabelecido no artigo 30 da Lei Orgânica do Município de Goiânia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here