Em Jussara, Governo de Goiás abre colheita da safra de feijão irrigado do Vale do Araguaia

Agricultores investem em variedades mais adaptadas às condições da região. Safra 20/21 deve consolidar Goiás como quarto maior produtor do grão no país, de acordo com Conab. Estimativa é de 346,8 mil toneladas, aumento de 4,2% em relação à última colheita. Governador destaca “tecnologia, aproveitamento da água da chuva e capacidade de intercalar com outros plantios”

0
200
Foto: Divulgação

O governador Ronaldo Caiado abriu, neste sábado (19/06), a colheita da safra 2020/2021 de feijão irrigado do Vale do Araguaia, na Fazenda Maria Helena, município de Jussara.  “É uma produção altíssima na região, com tecnologia, aproveitamento de água de chuva e capacidade de intercalar com outros plantios, como soja e, em seguida, criação de gado”, afirmou.

Para Caiado, o objetivo é fomentar um tripé dentro da agropecuária brasileira, com tecnologia, sustentabilidade e rotatividade de culturas. “Essa região apresenta um dos maiores percentuais de produtividade e atinge mais de 20 mil hectares de áreas plantadas de feijão. É uma das melhores do Brasil”, destacou.

Caiado conheceu a estrutura da fazenda, que é uma das pioneiras na produção de feijão irrigado no Vale do Araguaia, e também operou uma colheitadeira, marcando o início oficial da colheita da safra na região. Para preservar o solo, a área passa por rotação de culturas como soja e gramíneas perenes.

Ao iniciar a solenidade de abertura da colheita, o proprietário da Fazenda Maria Helena, Walter Baiano, agradeceu a presença de todos. “É um prazer ter todos aqui, uma satisfação grande”, disse

Ao representar a prefeita de Jussara, Maria Idali da Silva Bontempo, conhecida como Branca, o vice-prefeito, Adriano Dias da Silva, reforçou a importância do agronegócio para o município. “Hoje, Jussara é referência nacional em produção de grãos e proteína animal, e desperta interesse de vários investidores do ramo, porque tudo que aqui se planta, se colhe com qualidade”, pontuou.

Da mesma forma, o presidente da Associação dos Produtores do Vale do Araguaia (Aprova) e organizador do evento, Antônio Celso Barbosa Lopes, elogiou a atuação de Ronaldo Caiado à frente do Governo de Goiás. “A gente reconhece o esforço, ainda mais nesta época de pandemia. O senhor está fazendo um milagre, está tirando coelhos da cartola para manter o Estado funcionando e atendendo às necessidades”, destacou.

Atualmente, a Aprova conta com 110 produtores associados, que somam 20 mil hectares irrigados de feijão carioca. A produção chega a 50 sacas por hectare.

Na sequência, o deputado federal e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner, evidenciou a ligação entre Caiado e o setor agrícola. “Um homem que, por mais de 30 anos, dedicou toda a sua vida na defesa da classe do produtor rural. Hoje o agronegócio brasileiro tem as digitais do nosso governador”, ressaltou.

Também presente no evento, o prefeito de Britânia, Marconni Pimenta da Silva, realçou que o segmento não parou, mesmo em face da pandemia da Covid-19, e “não vai parar”. “Tenho certeza de que essa região produzirá muito mais do que produz, com esses braços fortes dos nossos produtores”, avaliou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here