Romaria do Divino Pai Eterno continua proibida

Quem estiver sozinho não será impedido de entrar na cidade, mas orientação será para retornar

0
169
Fonte: Divulgação

As festividades do Divino Pai Eterno, em Trindade, é uma das maiores do Brasil. Acostumada a receber milhares de pessoas durante os 10 dias de festa, o município vai para o segundo ano consecutivo sem a presença dos fiéis. Como aconteceu no ano passado, em virtude da pandemia da Covid-19, a Romaria do Divino Pai Eterno será apenas virtual.

Para evitar que os fiéis entrem na cidade, foram instaladas seis barreiras sanitárias que vão permanecer nas entradas da cidade durante o período da festividade, que se iniciou na última sexta-feira (25) e segue até dia 4 de julho.

A prefeitura anunciou a proibição da entrada e a circulação de comitivas de carreiros, muladeiros, foliões, tropeiros, cavaleiros, passeio de ciclistas, assim como celebrações tipo missas, novenas, terços, procissões, vigílias e similares, que tenham a presença de público. Porém, os romeiros que estiverem sozinhos não serão impedidos de entrar em Trindade, mas policiais do Batalhão Rodoviário vão orientar para que eles retornem.

Também está em vigor um decreto com várias restrições às atividades hoteleiras e turísticas. Os hotéis e pousadas não podem receber pessoas durante o período da festa, com exceção de profissionais de saúde. Ônibus de excursão também estão vedados. A Basílica e as outras principais igrejas estarão fechadas.

Restrições ao comércio

Durante o período da romaria, as restrições no comércio ficaram mais fortes e, segundo a prefeitura, a intenção é “desestimular os fiéis a irem até Trindade”. Os ambulantes de barracas e bancas de rua, por exemplo, estão proibidos. A realização da Feira da Terra, de shows e outros eventos com ou sem som, também. Os veículos tipo “trenzinho”, não podem circular.

Nos dez dias da Festa do Divino Pai Eterno, após as 18 horas, nas regiões 1 e 2 de Trindade, que somam 80 bairros, o comércio tipo bares, restaurantes, distribuidoras de bebidas, lanchonetes, açaiterias, pitdogs, pizzarias e similares somente poderão fornecer produtos no sistema pegue e leve (take away), drive thru e entrega (delivery). A multa para descumprimento varia entre R$ 73 e R$ 36.600, além de risco de interdição. As proibições valerão até 23h59 do dia 5 de julho.

Barreiras

As barreiras estão instaladas na GO-060, Portal da Fé; GO-465 vindo de Abadia de Goiás; GO-050, de Campestre de Goiás, na GO-060 vindo de Santa Bárbara de Goiás, e outras duas, nas proximidades da Basílica, no Santuário, e da Igreja Matriz de Trindade, no Centro da cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here