Alunos de Senador Canedo participam de programa de Educação Financeira

O programa é uma iniciativa do Banco do Brasil e atende estudantes do 5º,7º e 9º ano de duas escolas do município

0
209

A Secretaria de Educação de Senador Canedo está participando do programa Aprender Valor, do Banco Central do Brasil, que inclui educação financeira na educação dos alunos do ensino fundamental. São crianças e pré-adolescentes, que estão tendo a oportunidade de aprender um pouco mais sobre economia, consumo, crédito e outros assuntos relacionados à gestão de finanças.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Marcelo Costa, a escola precisa se adequar a uma nova realidade, onde não é suficiente ensinar apenas as matérias tradicionais, mas que é necessário uma visão mais ampla do ensino, inclusive envolvendo a família e a sociedade. “A ideia é que a gente consiga trabalhar com nossos alunos essa parte da educação financeira, que é tão importante. O Banco do Brasil tem um programa muito interessantes, que tem a ver com a capacitação dos professores, para trabalhar esse tema em todas as disciplinas, e as escolas se tornam uma unidade que acaba ensinado também os pais e a comunidade. A ideia é que a gente não ensine apenas português e matemática, mas que além do quadro e do giz o aluno aprenda ferramentas para a cidadania. Hoje em dia não é só saber ler e escrever”, explica o secretário.

Para o prefeito de Senador Canedo, Fernando Pellozo, o programa dá orgulho para a cidade e para a população. “Posso falar por mim e por todos de Senador Canedo, que é um orgulho ver alunos do ensino fundamental participando de um programa de gestão financeira, em um ano que bateu recorde de brasileiros endividados em relação aos últimos anos. Nós sabemos a importância das disciplinas como a matemática, o português e todas as outras, mas incluir assuntos como economia, investimento, poupança e tantos outros assuntos financeiros é um grande avanço para o futuro dos nossos jovens. Queremos ver nossos alunos pensando fora da caixa e conquistando grandes sonhos”, disse.

Inicialmente, duas escolas da rede municipal de ensino participaram das atividades. Escola Municipal Izabel de Matos, na região Central da cidade e a Escola Municipal Clarinda Rodrigues, região do Jardim das Oliveiras. “Fizemos a implantação de forma piloto em duas instituições de ensino, mas já no ano que vem temos o planejamento para colocar em demais unidades”, destaca a coordenadora do programa em Senador Canedo, Sâmella Santos.

Os alunos com idade entre 10 e 17 anos, têm a oportunidade de aprender conteúdos relacionados a poupança ativa, investimentos, além de trabalhar de forma contextualizada assuntos financeiros diversos, e demais habilidades contextualizadas na Matemática, Língua Portuguesa e Ciências Humanas. “O que a gente quer e garantir que os nossos alunos em Senador Canedo estejam preparados para esse futuro que vem aí, e a educação financeira é uma realidade no nosso país”, comenta Marcelo.

Entre os participantes está o aluno Kauã Chrystian da Silva Cunha, 13 anos, da Escola Municipal Izabel de Matos. Ele vê as aulas de Educação Financeira como uma oportunidade para a vida. “É algo que eu posso contar para meu futuro, em saber quais ações eu posso tomar para enfrentar uma dificuldade caso eu possa ter”, destaca.

Com a temática “Educação Financeira para Multiplicar Sonhos”, os conteúdos do Aprender Valor estimulam os alunos para uma cidadania financeira. Assuntos como planejamento, o ato de poupar e o uso consciente de crédito são passados, principalmente no estímulo do uso correto do “ato de consumo”. Valores como democratização do sistema financeiro, e suas ações, autonomia financeira e sustentabilidade são levados a professores e alunos, tornando assim multiplicadores. “Tudo funciona de modo transversal. A gente não muda o currículo, que é nacional, mas cada disciplina tem possibilidade de trabalhar educação financeira em determinado momento. Por isso que a gente capacita os professores”, disse o secretário Marcelo Costa.

Com a Pandemia, as atividades foram pensadas em um formato híbrido. Aulas e avaliações ocorrem tanto no formato on-line quanto no presencial. Neste último caso, todas as ações sempre foram pensadas de acordo com os protocolos sanitários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here