Pesquisa mostra perfil dos brasileiros antivacinas

Inédita, análise traz a idade, a escolaridade e o que pensam as pessoas que se recusam a ser imunizadas

0
315
Pesquisa mostra que maioria dos brasileiros antivacinas são homens. Foto: Reprodução

Mirella Abreu

Uma pesquisa nacional realizada pela Ilumeo, startup de análise de dados de ciência, estende a lupa sobre a população que não deseja receber as doses da vacina. A análise mostra que 4% dos pesquisados não querem receber o imunizante contra Covid-19. E dentre eles, 3% têm restrição somente em relação às vacinas contra o coronavírus e o 1% restante não toma nenhum tipo de imunizante.

A pesquisa mostra que dentro desse universo de pessoas que rejeitam as vacinas é possível traçar um perfil específico. Segundo os dados, a maioria é formada por homens (53%), com ensino médio completo e idade entre 25 a 34 anos (42%), seguido das pessoas de 18 a 24 anos (34%). A maior parte deles mora na região Sudeste (39%), seguido do Nordeste (24%).

O estudo ouviu 3.059 pessoas em todo o Brasil, por meio de um questionário online entre os dias 21 a 30 de julho deste ano. A análise trouxe ainda dados sobre os chamados “sommeliers de vacina”, pessoas que estavam elegíveis à vacinação, mas não queriam receber qualquer vacina: buscavam imunizantes específicos para proteger-se contra a Covid-19.

MOTIVOS PARA NÃO SE VACINAR

A pesquisa levantou as razões pelas quais as pessoas se recusaram a receber a vacina. O principal motivo é a desconfiança em relação ao fármaco, o que envolve medo de efeitos colaterais e alegações de que esses imunizantes foram produzidos em um tempo muito curto.

Além da desconfiança, o estudo mostrou que 7% dos que não foram imunizados não o fizeram porque “tinham em mente outras vacinas que não foram apresentadas”. Considerando o público geral participante da pesquisa — que não apresentou hesitação frente à vacinação — dois em cada dez dizem que não tinham preferência por alguma vacina específica. O restante, porém, elencou o favoritismo da seguinte maneira: AstraZeneca, em primeiro lugar, seguida por Pfizer e Janssen empatadas, com CoronaVac em última posição.

BRASIL AVANÇA COM A VACINAÇÃO

Apesar do movimento antivacina incomodar, ele não consegue impedir avanço da imunização no Brasil. Nove de cada dez brasileiros já se vacinaram querem se imunizar, e os negacionistas se restringem a nichos – mas, mesmo assim, preocupam-se.

Atualmente, mais de 150 milhões de brasileiros já receberam alguma dose de imunizante contra a Covid19, enquanto outros 100 milhões já completaram o esquema vacinal, de acordo com dados do consórcio dos veículos de imprensa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here