Tribuna Política | Candidato da atual gestão, Rafael Lara vence eleição da OAB

0
286

 

 

 

O advogado Rafael Lara venceu a eleição e será o novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Goiás (OAB-GO) para o triênio 2022-2024. A Chapa Compromisso, apoiada pela atual diretoria, sobretudo pelo atual presidente, Lúcio Flávio de Paiva, ficou na primeira colocação, com 39,57% dos votos válidos, o que representa 7.279 votos. Pedro Paulo, da chapa Muda OAB, ficou em segundo lugar na disputa, com 34,11% dos votos válidos. A Chapa Ordem Unida, do candidato Rodolfo Otávio Mota, ficou em terceiro lugar, com 14,92% dos votos válidos. E Valentina Jungmann, da Chapa OAB pra tod@s, ficou em quarto, com 11,40% dos votos. 

“Hoje celebramos o início de um novo ciclo para a advocacia do estado de Goiás. Graças ao trabalho incansável da chapa que tem Compromisso com a OAB, continuaremos a modernizar a nossa instituição e a construir um caminho repleto de oportunidades para todos — sempre com a seriedade e a coerência que exige o exercício da advocacia”, disse o presidente eleito. Em agradecimento ao apoio recebido, ele destacou a participação dos demais integrantes da chapa vitoriosa. “Time excelente de profissionais. De uma coisa vocês podem ter certeza: nós estamos preparados para entrar de cabeça em cada uma das nossas propostas.”  

Entre as propostas, estão a redução das custas judiciais, uma Ordem mais plural, ampliação da Comissão de Prerrogativas, auxílio e orientação à abertura de novos escritórios, combate à violência contra a mulher.  

Ao Tribuna do Planalto, ainda na pré-campanha, Lara disse que, no pós-pandemia, OAB terá que ter “um olhar de assistência para a advocacia, porque a sociedade brasileira está empobrecida.”  

Um dos eixos da gestão, segundo ele, seria a modernização, não apenas tecnológica. “A pandemia catapultou a advocacia para um momento muito diferente do qual ela estava habituada e até preparada, e isso traz uma necessidade de ajuste de emergência, que será feito no pós-pandemia, nos próximos três anos.” 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here