Equipe goiana vence torneio nacional de robótica e vai representar país na etapa internacional em Dubai

Estudantes da Escola Canadense Maple Bear Goiânia conquistaram primeira colocação na categoria de 09 a 14 anos na etapa nacional, finalizada nesta terça-feira (07), em São Luís do Maranhão, e garantiram vaga para disputar a etapa mundial em agosto de 2022

0
284
Equipe goiana venceu o maior torneio de robótica do país e vai disputar etapa internacional em Dubai. Foto: Divulgação

Grupo formado por cinco estudantes goianos trouxe para a capital nesta quarta-feira (8/12) o título de campeões do Torneio Nacional de Robótica – FIRA Brasil, na categoria de 09 a 14 anos. A equipe, que representou Goiás na competição, sagrou-se campeã na etapa nacional realizada na cidade de São Luís do Maranhão. Com a conquista, a equipe de robótica da Escola Canadense Maple Bear Goiânia garantiu vaga para representar o país na etapa mundial do torneio, que mobiliza estudantes apaixonados por tecnologia e inovação, FIRA RoboWorld Cup, conhecida como “a Copa do Mundo da Robótica”, sendo a primeira vez que Goiás será representado na final da competição mundial. A terceira e última fase do torneio será disputada em Dubai, em agosto de 2022. Mais de 70 equipes classificadas em diversas categorias participaram do torneio.

O grupo goiano, único da capital de Goiás a participar da competição, reúne estudantes com idades de até 14 anos, e competiu com mais de 27 equipes na categoria, representantes de outros estados brasileiros. O time desembarcou na quarta-feira (8/12) no Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia, com troféus, medalhas e muita energia. Eles conquistaram a primeira colocação vencendo a prova chamada “Desafio Impossível”, em que precisaram programar e construir um robô para executar de forma autônoma alguns comandos como caminhar por linhas definidas e realizar movimentos específicos. Os estudantes das equipes classificadas em segundo e terceiro lugar também participarão da etapa mundial em Dubai.

Segundo o professor e técnico da equipe de Goiânia, Flamarion Moreira, a participação dos alunos no FIRA Brasil é positiva por motivos que vão muito além do título de campeões. Para realizar os desafios propostos, eles precisam desenvolver habilidades de concentração, planejamento, trabalho em equipe, gestão emocional, além da superação dos próprios limites. “É um importante reconhecimento para os estudantes goianos que, pela primeira vez, conquistaram vaga na etapa final do FIRA RoboWorld Cup. Essa conquista vem para marcar o reconhecimento ao nível de preparação dos estudantes e ao processo educacional oferecido na cidade”, reforça o técnico.

Segundo ele, a conquista do prêmio também estimula outro importante ponto, o poder de sonhar e realizar. “O principal é que eles aprendem a sonhar, a desejar algo e a buscar formas de conquistar. Isso vale mais que qualquer premiação. O estímulo envolve o senso crítico, o processo criativo, as intervenções na criação de outros panoramas, o que acaba por incentivar todos os alunos da instituição ”, acrescenta o professor, que também é mentor da equipe goiana de robótica premiada pela Universidade da Nasa, em 2019, pela invenção do chiclete de pimenta criado para astronautas.

Representando o Brasil

Integrante do grupo, o estudante do 8° ano Marcelino Pedroso se disse animado para as próximas etapas, mas ciente da responsabilidade com o trabalho realizado. “Olha agora temos que trabalhar muito mais do que trabalhamos para o nacional. No mundial não vamos estar representando só a Maple Bear, estaremos representando o Brasil, então focar nisso porque em agosto nós vamos para Dubai para tentar ganhar esse também”, diz o aluno

Marcelino se diz muito feliz com a conquista. “O primeiro nacional que participamos e já fomos classificados para o mundial, é inexplicável, não tenho palavras para explicar o que eu estou sentindo, é muita felicidade”, completa ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here