Gustavo Mendanha encaminha projeto para dar ao Hmap o nome de Iris Rezende

Ex-governador, foi um dos mentores da lei que emancipou o município de Aparecida de Goiânia, em 1963

0
160
Foto: Enio Medeiros

O prefeito Gustavo Mendanha (sem partido) anunciou nesta quarta-feira, 22, pelas redes sociais, que encaminhou à Câmara Municipal de Aparecida projeto de lei para nomear o Hospital Municipal de Aparecida (Hmap) para Hospital Municipal Governador Iris Rezende Machado. Segundo o Mendanha, esse é um gesto de agradecimento ao político por sua contribuição ao desenvolvimento da cidade.

Na justificativa do projeto, o prefeito fez um retrospecto dos mais de 60 anos de vida pública de Iris Rezende, que morreu no último dia 09 de novembro, por complicações decorrentes de um AVC. Iris foi governador, prefeito de Goiânia e senador, entre outros cargos eletivos que ocupou na carreira política.

“É inegável o legado deixado por esse grande homem, que dedicou sua vida a ajudar o povo. Gostava de gente, como sempre dizia”, afirma o prefeito no documento.

Enquanto deputado estadual, Iris Rezende e o deputado Olinto Meirelles, atuaram juntos em 1963 para que a Assembleia Legislativa aprovasse a lei de emancipação política de Aparecida de Goiânia (o município até então era reconhecido como o Distrito de Goialândia). Com isso, Aparecida garantiu a liberdade para se autogerir e criar as próprias leis, o que permitiu seu crescimento e desenvolvimento, chegando ao patamar que é hoje, de uma grande cidade com destaque nacional e internacional.

A última agenda oficial de Iris em Aparecida foi em outubro de 2020. À época, era prefeito de Goiânia. Ele esteve no município para conhecer a Cidade Administrativa, que dias depois completaria um ano como nova sede da Prefeitura de Aparecida. “Um dia histórico para mim e para Aparecida, que é emancipada politicamente por um projeto de autoria dele, enquanto deputado em 1963”, lembrou o prefeito Gustavo na ocasião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here